COMPARTILHE
Alfredo Barroso (à esquerda na imagem) recorreu ao Facebook para questionar cronistas do Público sobre o novo ministro da Cultura, após polémica que levou à demissão de João Soares.
Das “bofetadas” ao anúncio de demissão, a última semana ficou marcada pela saída de João Soares da tutela da Cultura, após a polémica que envolveu o agora ex-ministro e dois cronistas do jornal Público.
Alfredo Barroso, “primo e amigo” de João Soares, recorreu às redes sociais para abordar o tema, já após se saber que Luís Filipe Castro Mendes será o novo ministro da Cultura. Os dois cronistas em causa, Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente, foram os destinatários do texto que o socialista Alfredo Barroso publicou no Facebook.
Descritos como “kumentadores”, é com ironia e em tom crítico que Alfredo Barroso se refere a Augusto M. Seabra como “kumentador cultural”, para questionar o que o cronista do Público “acha do Embaixador e excelente poeta Luís Filipe Castro Mendes, novo ministro da Cultura”.
Também Vasco Pulido Valente é abordado no mesmo tom. “E o que dirá deste novo ministro o sofisticadíssimo e tão bem educado ‘kumentador puliticu’ Vasco Pulido Valente, que insultava e desprezava João Soares”, escreve Alfredo Barroso.
No seu texto, Alfredo Barroso diz ainda que “embora nunca tenha concordado com o estilo político do primo e amigo João Soares, a verdade é que, antes de regressar à política, ele foi um bom Editor (Perspectivas & Realidades), um excelente vereador da Cultura e um ótimo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, com muita obra de grande mérito”, pode ler-se.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA