Humberto Delgado e Arajaryr Campos vão entrar para a toponímia de Badajoz

Humberto Delgado e Arajaryr Campos vão entrar para a toponímia de Badajoz

162
0
COMPARTILHE

A Assembleia Municipal de Badajoz aprovou na quinta-feira por unanimidade incluir os nomes do general Humberto Delgado e da sua secretária, Arajaryr Campos, na toponímia da cidade espanhola.

A Assembleia Municipal de Badajoz aprovou na quinta-feira por unanimidade incluir os nomes do general Humberto Delgado e da sua secretária, Arajaryr Campos, na toponímia da cidade espanhola.

O pedido foi feito pela Associação para a Recuperação da Memória Histórica de Extremadura (ARMHEX) que, num comunicado, se congratulou com a decisão, considerando-a “um acontecimento extraordinário, de memória, reparação e de geminação com o povo português”.

A ARMHEX solicitou a Badajoz que se dedicasse uma avenida, praça ou rua da cidade a Humberto Delgado, “ícone da liberdade e da luta pela democracia em Portugal”, dando à mesma via pública o nome de Arajaryr Campos, “a corajosa companheira de vida e militância do general que com ele foi assassinada”.

Ambos foram mortos a 13 de fevereiro de 1965, perto de Badajoz, por uma brigada da então polícia política (PIDE – Polícia Internacional de Defesa do Estado).

“Os nomes de Humberto Delgado e de Arajaryr Campos estarão para sempre ligados a Badajoz e à Extremadura, pois foi na nossa cidade que se consumou aquele crime político da ditadura salazarista”, refere a ARMHEX no mesmo comunicado enviado à Lusa.

Neste sentido, “este gesto faz parte do firme compromisso permanente de desterrar o esquecimento” e de “transmitir também às futuras gerações o que aconteceu e se tornou já na memória partilhada das nossas duas sociedades ibéricas”.

“O nosso pedido foi fundamentado na defesa da memória democrática dos povos ibéricos, para prestar homenagem a Humberto Delgado, como verdadeiro precursor do 25 de abril de 1974 e da libertação de Portugal da ditadura”, refere a associação, destacando que quis também insistir na garantia de que Arajaryr Campos, “não poucas vezes injustamente esquecida nesta triste página da história dos países ibéricos”, será recordada “para sempre”.

A ARMHEX lembra que em fevereiro o Governo de Portugal aprovou a atribuição do nome de Humberto Delgado ao Aeroporto de Lisboa, “homenageando e internacionalizando o herói português da liberdade”.

O Aeroporto de Lisboa vai passar a chamar-se Humberto Delgado, a partir de 15 de maio, altura em que se comemora o aniversário do nascimento do militar.

O marechal, que nasceu a 15 de maio de 1906 em Boquilobo, Torres Novas, encontra-se entre as personalidades sepultadas no Panteão Nacional.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA