COMPARTILHE
Bruno de Carvalho voltou a defender a centralização dos direitos televisivos no congresso The Future of Football.
O segundo dia do congresso ‘leonino’ The Future of Football discute, entre outros temas, as novas fontes de receitas na modalidade.

Bruno de Carvalho marcou presença no fórum, onde voltou a defender a centralização dos direitos televisivos, sem esquecer o contrato celebrado pelo Benfica.

“Sou 200% a favor da centralização, mas se um sai vem tudo abaixo, como aconteceu com o Benfica que fez um contrato. Não é uma luta, é um colapso. É uma questão de lutarmos pela sobrevivência, não entre os clubes. Vamos ver o que as autoridades vão dizer sobre os acordos. Quanto aos outros não sei, mas nós não vendemos tudo. As autoridades vão dizer se os dez anos de contrato são ou não legais. Aí vamos ter uma nova oportunidade e sou 200% a favor da centralização”, atirou.
“Queremos dar um passo e não o podemos fazer com os valores que estavam em cima da mesa o ano passado que eram muito baixos. Temos de colocar de parte a visão individual e adotar uma coletiva. Temos de olhar para o futuro. Em Portugal, pensamos pequeno todos os dias e esse é o nosso problema”, prosseguiu.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA