Cidade natal de Shakespeare celebra em “festa total” 400 anos da morte

Cidade natal de Shakespeare celebra em “festa total” 400 anos da morte

200
0
COMPARTILHE
A cidade britânica de Stratford-upon-Avon vai celebrar com pompa e circunstância o seu mais ilustre cidadão, William Shakespeare, que aí nasceu e morreu, há 400 anos, em 23 de abril de 1616.

A organização da comemoração dos 400 anos da morte do mais famoso dramaturgo do mundo garante que “vai ser a festa total”.

Cerca de cinco milhões de pessoas provenientes dos quatro cantos do mundo visitam todos os anos a pequena e pitoresca cidade de 27 mil habitantes nas margens do rio Avon em Warwickshire, um condado no coração campestre de Inglaterra, mas este ano será maior do que nunca o número de visitantes. E Stratford-upon-Avon preparou-se de forma muito especial para receber tanta gente.

Judy Dench, Helen Mirren, Ian McKellen, Benedict Cumberbatch ou Joseph Fiennes são alguns dos monstros sagrados do cinema e teatro que no sábado irão dar corpo e voz às cenas mais conhecidas do dramaturgo no Royal Shakespeare Theatre, sob o olhar do príncipe Carlos, o herdeiro da coroa britânica.

‘Shakespeare Live’, o espetáculo a que assistirão mais de mil pessoas no célebre teatro de Stratford-upon-Avon, será transmitido em direto pela televisão em vários canais em toda a Europa.

Uma parada juto ao túmulo do dramaturgo na igreja local da Santissima Trindade e o lançamento de fogo-de-artifício são outros ingredientes que Stratford-upon-Avon juntou a uma festa que será ritmada por teatro de rua, danças e concertos ao longo de todo o dia 23 de abril, por coincidência, dia de São Jorge, comemorado em toda a Inglaterra.

“Vai ser a festa total, numa atmosfera de festival. Haverá equipas de artistas por todo o lado. É um enorme desafio logístico e artístico”, sublinhou em declarações à agência France-Presse, Geraldine Collinge, diretora de eventos da Royal Shakespeare Company.

Mas a festa estende-se a todo o Reino Unido. O King’s College em Londres, que coordena um consórcio cultural com várias das principais organizações artísticas e de educação britânicas, criou um site que lista mais de 200 eventos culturais, a maioria dos quais em Londres e ainda por realizar.

Entre estes, assume particular destaque o “The complete walk” (A jornada completa), um projeto a que muitos grandes nomes da sétima arte dão a cara, e que tem a assinatura da Shakespeare’s Globe, uma das principais instituições culturais britânicas dedicadas exclusivamente ao poeta e dramaturgo.

Em 23 e 24 de abril, as margens do rio Tamisa em Londres vão ser o cenário para a projeção em contínuo de 37 curtas-metragens de 10 minutos em outros tantos locais ao longo de um trajeto de quatro quilómetros entre a ponte de Westminster e a Tower Bridge.

Cada filme, realizado especialmente para o evento, explora uma das peças de Shakespeare e inclui cenas filmadas em locais imaginados pelo dramaturgo quando as escreveu, como são os casos de Cleópatra em frente às pirâmides, o judeu Shylock em Veneza ou Hamlet no Castelo de Kronborg em Elsinore, na Dinamarca, entre outros.

O British Council convidou o mundo a juntar-se às festividades através da internet no site www.shakespearelives.org, onde oferece um vasto programa de eventos e atividades em todas as expressões artísticas e a realizar em vários locais do mundo.

Polónia, Espanha, Islândia ou cidades como Zurique ou Toronto, entre outras, são palcos de eventos anunciados na página online do British Council, mas o destaque vai para o ‘Shakespeare Lives 2016’, uma parceria que une a instituição promotora da língua inglesa à BBC e às maiores entidades culturais britânicas num festival ‘online’ para ver em ‘streaming’ durante os dias 22 e 23.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA