COMPARTILHE

O jovem acusado de assassinar outro em Salvaterra de Magos foi condenado a 17 anos e seis meses com cúmulo jurídico.

Daniel é acusado de ter assassinado Filipe em 2015. O Ministério Público (MP) tinha pedido esta manhã uma pena de prisão efetiva nunca inferior a 17 anos. Pedido esse que foi acedido pelo Tribunal de Santarém.

Juíza assinalou elevada crueldade na concretização dos crimes, segundo avança a TVI24.

Daniel é ainda condenado a pagar um indemnização no valor de 145 mil euros à família da vítima.

Na primeira audiência de julgamento, realizada no dia 4 de abril, o jovem confessou ter desferido os golpes fatais, com um tubo metálico, que levaram à morte do adolescente de 14 anos.

O MP pediu uma “censura penal exemplar” por parte do coletivo de juízes, defendendo que o arguido, atualmente com 18 anos, não deveria beneficiar do regime de proteção especial para jovens.

O jovem foi acusado dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver, tendo o próprio admitido em tribunal que, dois dias depois do homicídio, moveu o corpo do apartamento onde ocorreu o crime para o sótão do edifício.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA