COMPARTILHE

Pedro Passos Coelho, antigo primeiro-ministro, disse que o Túnel do Marão vai melhorar o dia-a-dia das pessoas e empresas, lembrando que o resgate da obra permitiu uma poupança de “cerca de mil milhões de euros”.

Pedro Passos Coelho tinha acabado de tomar posse, em 2011, quando a construção da Autoestrada do Marão que inclui um túnel rodoviário de 5,6 quilómetros foi suspensa.

“Não por decisão do Governo, mas por razões relacionadas com processos judiciais envolvendo a obra já iniciada e com a incapacidade financeira do concessionário para prosseguir com o empreendimento”, revelou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA