COMPARTILHE

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal, disse esta sexta-feira, no parlamento, que o processo de redução de trabalhadores no Novo Banco está a cargo da administração e que eventuais litígios entre esta e os trabalhadores têm que se julgados pelos tribunais.

“A implementação das medidas necessárias para dar cumprimento a estes compromissos [assumidos pelo Estado português junto da Comissão Europeia no âmbito do auxílio estatal] compete ao órgão de administração, sempre de acordo com os diversos instrumentos previstos na lei”, afirmou.

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA