Santos Silva diz que Portugal não votou nem votará contra acordos da...

Santos Silva diz que Portugal não votou nem votará contra acordos da Grécia

192
0
COMPARTILHE

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, garantiu esta terça-feira que Portugal não votou o último nem votará contra o próximo acordo com a Grécia, insistindo que a consolidação orçamental estrutural deve ocorrer em contexto de crescimento económico.

“Desejamos para a Grécia o que desejamos para todos os Estados-membros da união económica e monetária: as condições necessárias para que possam compatibilizar políticas de estabilidade, que são absolutamente cruciais, com políticas de crescimento, que são também cruciais”, disse hoje o chefe da diplomacia portuguesa, durante uma audição na comissão parlamentar de Assuntos Europeus, em resposta a acusações do PSD de “falta de transparência” e “incoerência”.

O Governo português defende que “a consolidação orçamental estrutural faz-se em contexto de crescimento económico e não atacando o crescimento económico”, referiu o ministro.

“Portugal não é obstáculo à conclusão de acordos entre as autoridades gregas e os restantes Estados-membros da união económica e monetária e/ou entre as autoridades gregas, a Comissão Europeia ou o Banco Central Europeu que as autoridades gregas consideram ser acordos que são positivos, isto é, que permitem resolver problemas”, considerou Santos Silva, que garantiu: “Portanto, não votámos contra o anterior acordo como não votaremos contra o próximo acordo”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA