Estudo revela que o Aletejo é a zona onde se consume mais...

Estudo revela que o Aletejo é a zona onde se consume mais substâncias aditivas

210
0
COMPARTILHE

Segundo um inquérito feito a jovens de 18 anos participantes no dia da defesa nacional, o Alentejo é a região do país onde se verifica o maior consumo de substâncias aditivas enquanto a Madeira é a zona com o menor consumo.

O estudo foi realizado no âmbito do protocolo estabelecido entre o Ministério da Defesa Nacional e o Ministério da Saúde, através do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD).

Os resultados do inquérito não apresentam grandes surpresas, tendo em conta as conclusões de outros estudos sobre os consumos na população juvenil, confirmando maior prevalência de consumo de álcool, seguindo-se o tabaco, as drogas ilícitas – entre as quais se destaca a cannabis – e os tranquilizantes/sedativos sem prescrição médica.

Relativamente à experimentação (prevalência ao longo da vida), 88% referem ter consumido álcool, 62% tabaco, 31% substâncias ilícitas e 7% tranquilizantes/sedativos, enquanto o consumo recente (últimos 12 meses) de álcool foi assumido por 83% dos jovens, o de tabaco por 52%, o de substâncias ilícitas por 24% e o de tranquilizantes por 5%.

A canábis é a droga mais consumida (23%), embora 7% admitam ter consumido outras substâncias ilícitas.

Em termos regionais, a Madeira é a região com menor prevalência de consumo diário de álcool, os Açores de tabaco, o Alentejo de cannabis e o Algarve de tranquilizantes.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA