“Estamos preparados para avançar com o curso de medicina e esperamos que...

“Estamos preparados para avançar com o curso de medicina e esperamos que as decisões políticas sejam favoráveis”, Almeida Dias

Celebrações do 35º aniversário da CESPU

960
0
COMPARTILHE
Almeida Dias

A CESPU (Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário, CRL) celebrou o seu 35º aniversário, tendo como destaque e objetivo promover as áreas científicas da saúde: o ensino, a formação e os centros hospitalares. A cerimónia teve lugar em Gandra e contou com a presença dos representantes da Câmara Municipal de Paredes, Penafiel, Vila Nova de Famalicão,  um representante do presidente da República, entre outras figuras de relevo. Informa-se que o ministro da saúde, Adalberto Campos Fernandes, visitou a Cooperativa durante a manhã, mas por motivos de ordem profissional não pode estar presente na comemoração.

Aniversário do 35º Aniversário da CESPU

Almeida Dias, presidente da CESPU, durante o seu discurso reforça a importância da expansão da Medicina do público para o privado: “estamos preparados para avançar com o curso de medicina e esperamos que as decisões políticas sejam favoráveis nesse sentido”, realça.

Almeida Dias

Nesta celebração foi, ainda, inaugurado o centro Qualifica na CESPU, que já se encontra em funcionamento. A formação profissional deste centro passa  pelos cursos profissionais de aprendizagem do 12º ano, com 95 alunos, os cursos de Públicos Estratégicos, com 195 alunos, e os cursos de Formações Modulares Certificadas, com 1400 alunos.

Nesta iniciativa foi também homenageado Domingos Gomes, especialista em Medicina Desportiva, docente em Medicina Desportiva, Diretor do Departamento de Podologia do IPSN e Presidente da Assembleia Geral da CESPU, pela sua admirável colaboração com a Instituição.

Domingos Gomes

Foram também agraciados os melhores alunos do Instituto Universitário de Ciências da Saúde e da Escola Superior de Saúde do Vale do Sousa, em Gandra, da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, em Vila Nova de Famalicão, e da Escola Superior de Saúde do Vale do Sousa, em Penafiel, tendo cada um deles recebido uma formação no valor de 750€ na instituição como prémio.

Alunos recebem prémios de mérito

Ao longo da apresentação, António Almeida Dias foi apresentando a evolução da entidade, sendo de destacar o número de alunos estrangeiros a formar-se na CESPU.

No Instituto Universitário de Ciências da Saúde existem 6 licenciaturas, 2 mestrados integrados, 2 cursos de especialização, 9 mestrados e 1 doutoramento. Os mestrados integrados em Medicina e Medicina veterinária estão em fase de avaliação pela A3ES. No total este instituto tem 1486 alunos e 48,2% alunos estrangeiros. No Instituto Politécnico de Saúde do Norte – Escola Superior de Saúde do Vale do Ave existem 3 CTESP, 11 licenciaturas, 9 cursos especializados e 4 mestrados. Em avaliação pela A3ES encontra-se a licenciatura em Imagem Médica e Radioterapia. O politécnico tem 26,3% de alunos estrangeiros, sendo que no total a entidade tem 1210 alunos. E por fim, o ISPB (Instituto Superior Politécnico de Benguela) com 12 licenciaturas e 2353 alunos.

Alunos da CESPU

Após 35 anos de existência, a história desta cooperativa é caracterizada pelo pioneirismo, pela inovação, pelo crescimento sustentado, pela fidelidade ao princípio da especialização, pela internacionalização de vocação Europeia, pelo forte componente de apoio social e humanitário da prestação de serviços de saúde às comunidades onde está inserida e pela procura da qualidade global.

No desenvolvimento de uma estratégia de integração vertical, foram criadas ou adquiridas empresas, das quais destacamos a CESPU. Formação, S.A., a CESPU – Saúde, S.G.P.S.,S.A. e a  NS, Nova Saúde Parcerias, S.A.. Estas empresas têm como principal objetivo desenvolver atividades de aprendizagem ao longo da vida e formação profissional a diferentes níveis e a gestão de unidades de saúde. Também a internacionalização tem marcado, desde a sua origem, a vida da Instituição, existindo uma parceria com a Universidade de Barcelona e outras instituições universitárias. Ainda neste âmbito, foi criado o prémio CESPU, sob o lema “Um contributo para a investigação e desenvolvimento das ciências e tecnologias da saúde”.

CESPU há 35 anos a evoluir na área da saúde

Além disso, foi apontada a relevância da evolução e crescimento na investigação da IINFACTS (Instituto de Investigação e Formação Avançada em Ciências e Tecnologias da Saúde), sendo um marco importante para o futuro da CESPU, em particular na Saúde.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA