Cinema de Paulo Rocha em retrospetiva a partir de hoje em França

Cinema de Paulo Rocha em retrospetiva a partir de hoje em França

153
0
COMPARTILHE

A Cinemateca Francesa acolhe, a partir de hoje, em Paris, uma retrospetiva integral dedicada a Paulo Rocha, a começar por “Verdes Anos” (1963), o primeiro filme do cineasta, emblemático do Cinema Novo português.

“Vamos propor aos cinéfilos parisienses descobrir ou redescobrir um cineasta extremamente singular”, afirmou à agência Lusa o diretor-geral da Cinemateca Francesa, Frédéric Bonnaud.

O ciclo incluirá ainda, por exemplo, “Mudar de vida” (1966), “A ilha dos amores” (1982), “O desejado” (1987), “A raiz do coração” (2000) e “Se fosse ladrão… roubava”, o derradeiro filme que o realizador deixou pronto quando morreu, em dezembro de 2012 aos 77 anos.

Para Frédéric Bonnaud, Paulo Rocha ocupou “um lugar importante na história do cinema do século XX, à imagem do lugar que tiveram outros grandes cineastas portugueses”, porque “Portugal fabrica um cinema de protótipos e um cinema de artistas”.

A retrospetiva, que terminará a 01 de fevereiro com várias curtas-metragens, é organizada em parceria com a Cinemateca Portuguesa, à qual Paulo Rocha deixou, em testamento, toda a obra e património cinematográfico.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA