Danilo fora e Aboubakar em dúvida para o Liverpool

Danilo fora e Aboubakar em dúvida para o Liverpool

212
0
COMPARTILHE
Porto's Spanish goalkeeper Iker Casillas (4L) and teammates attend a training session at the Olival Training Centre in Vila Nova de Gaia, outskirts of Porto, on February 13, 2018, on the eve of their UEFA Champions League football match against Liverpool FC. / AFP PHOTO / FRANCISCO LEONG (Photo credit should read FRANCISCO LEONG/AFP/Getty Images)

Sérgio Conceição, em declarações à Sportv, mostrou-se tranquilo mas consciente das dificuldades que vai enfrentar no jogo desta quarta-feira, dia 14, frente ao Liverpool. Danilo estará ausente e Aboubakar ainda está em dúvida para as contas do treinador.

Danilo continua lesionado e, por isso, não irá subir aos relvados para o jogo com o Liverpool. Já Aboubakar, condicionado, continua em dúvida mas “será muito dificil que jogue”, informou o treinador.

Para além destes, também Felipe, que irá cumprir castigo, Vaná, Fabiano, Hernâni e Paulinho, que não se encontram inscritos na Liga dos Campeões, não fazem parte dos convocados.

O treinador do FC Porto reconheceu a capacidades dos visitantes, justificando que os mesmos têm  um nível de exigência mais elevados. “Os testes semanais que o Liverpool tem são mais exigentes que os meus aqui em Portugal. Os pontos são muito caros aqui em Portugal, em cada semana é muito difícil, fazermos o trajeto que estamos a fazer. Mas o Liverpool joga a um nível competitivo diferente do nosso, com todo o respeito pelo campeonato português. Mas vamos lutar com as nossas forças para passar. Temos provas dadas na Liga dos Campeões e este grupo de trabalho permite pensar que é possível”, comentou.

Apesar das dificuldades, Conceição  mostrou que também está consciente das fragilidades da equipa adversária e que a vitória para os Dragões é possível. “O favoritismo é relativo, mas não podemos esquecer que é o segundo melhor ataque em Inglaterra. Tem jogadores fortes e que desiquilibram o jogo, mas tem as suas fragilidades também. Vamos ser iguais a nós próprios, temos de ser organizados defensivamente e de procurar o golo. Não vamos mudar a nossa identidade. Bom resultado? É a vitória, sem golos preferidos.”

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA