“Depois da noiva casada não faltam pretendentes”

“Depois da noiva casada não faltam pretendentes”

Os artigos publicados neste espaço são da inteira responsabilidade dos seus subscritores

546
0
COMPARTILHE
Rui Silva

Este titulo, assenta que nem uma luva, a alguns dirigentes Partidários Paredenses, que após a concretização da compra do abandonado e degradado Complexo Desportivo das Laranjeiras, por parte do actual Executivo Camarário, que logo se apressaram a colocarem-se em bicos de pés, uns por falta de estatura e capacidade, e outros reclamando méritos anteriores quando nada fizeram, ou seja depois da guerra vencida lá apareceram os valentes, enfim.
Foi mais um passo dado por Alexandre Almeida, para restituir à Cidade de Paredes, e ao Concelho, algo que significou muito para várias gerações, que fizeram daquele espaço a sua segunda casa, pois as infraestruturas que lá existiam davam e melhoravam a qualidade de vida aos muitos utentes que frequentavam aquele espaço. Quando se realizavam lá alguns eventos desportivos de cariz nacional, nomeadamente no pavilhão gimnodesportivo, à data um dos melhores do Norte, não só se divulgava o nome de Paredes, como permitia assistir a espectáculos, sobretudo desportivos, de grande qualidade, revelando-se ainda um pólo de atracção para pessoas de outras regiões, que se deslocavam até cá para assistir aos mesmos.
O passado foi lá atrás, agora interessa o futuro, pois aquela compra não se esgota em si mesma, aqueles mais de 30.000 m2, localizados no centro da Cidade, carecem de intervenção urgente, e não só carecem como merecem, porque é imperioso que algumas das infraestruturas que lá existem sejam postas ao serviço da comunidade, pois o seu encerramento levou que algumas associações ou clubes que utilizavam as mesmas, se deslocalizaram para outros locais ou em casos extremos cessassem a actividade de algumas das suas secções desportivas.
Não poderia acabar este texto, sem agradecer a este Executivo Camarário, por ter devolvido a Paredes alguma da sua identidade, aquele local é muito querido das nossas gentes, todos temos alguma coisa nas nossas vidas que nos identifica com ele, e também fazer justiça aqueles que se empenharam e sempre acreditaram que era possível um final feliz, a todos o meu sincero agradecimento.
Enquanto uns vendiam ilusões, outros procuraram soluções.

Rui Silva

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA