Oficinas de Cinema de Animação envolvem todos os alunos

Oficinas de Cinema de Animação envolvem todos os alunos

97
0
COMPARTILHE

A Câmara de Lousada está a desenvolver uma nova edição das Oficinas de Cinema de Animação que tem como destinatários os alunos do 1.º ao 12.º ano, dos estabelecimentos de ensino públicos e particulares, pretendendo proporcionar aos mais novos uma introdução dos princípios base das imagens em movimento

O projeto é constituído por diversas etapas ao longo do ano letivo, desde uma visita guiada à Casa Museu de Vilar – “A Imagem em Movimento”, projeção de filmes de animação feitos em contextos semelhantes e utilizando técnicas do cinema de animação diferentes, de forma a motivar e contextualizar o projeto no seu conjunto e seleção da história base para o filme. Fazem ainda parte das ações a definição da técnica a usar no filme, de acordo com o programa da disciplina envolvida, a divisão do trabalho pelos alunos, a introdução à técnica story board e a adaptação dos estudos desenvolvidos nas aulas de Educação Visual ao Cinema de Animação, nomeadamente as personagens, adereços e cenários.

As Oficinas de Cinema de animação inserem-se no Projeto integrado no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Tâmega e Sousa – Operação 3 “Educar para Aprender”.

Esta ação é encarada pela autarquia como fundamental na promoção de competências transversais para o sucesso das aprendizagens. Com esta ação pretende-se ainda potenciar a criatividade dos alunos e melhorar a qualidade das aprendizagens através desta abordagem diferenciadora e inovadora ao nível das práticas educativas.

Para o Vereador da Educação, Dr. António Augusto Silva, “estas oficinas, que contam cinco edições, só são possíveis graças ao envolvimento da Casa Museu de Vilar e do realizador Abi Feijó, que asseguram uma qualidade aos filmes produzidos, que têm levado a que muitos deles tenham já recebido galardões em festivais da especialidade”.

As escolas têm um papel fundamental através da supervisão dos professores de português, história, filosofia, educação musical, educação visual, definido pela escola para trabalhar com os alunos a pesquisa do tema e escrita da história base para o filme.

O projeto tem a duração de um ano letivo com um tema geral, que é articulado entre o Município e as escolas. Cada oficina é constituída por seis a oito alunos, com 20 horas. No final do ano letivo estes filmes são apresentados ao público em geral, no Auditório Municipal.

Esta é uma atividade de continuidade e que se enquadra no Ano Municipal da Educação.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA