Balanços…

Balanços…

281
0
COMPARTILHE
Filipe Barbosa

É Natal… melhor, é quase Natal!
Não vou falar de cacique, nem das trapalhadas deste governo ou mesmo da forma pouco democrática e respeitadora como o executivo camarário, uma vez mais, inicia o mandato. Haverá certamente outras oportunidades… agora será mesmo uma nota de boas festas.
Deixo um belíssimo poema de Miguel Torga:
Natal
Leio o teu nome
Na página da noite:
Menino Deus…
E fico a meditar
No milagre dobrado
De ser Deus e menino.
Em Deus não acredito.
Mas de ti como posso duvidar?
Todos os dias nascem
Meninos pobres em currais de gado.
Crianças que são ânsias alargadas
De horizontes pequenos.
Humanas alvoradas…
A divindade é o menos.

Um santo Natal e um excelente 2018 para todos!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA