Apenas um ponto de vista … ambiente saudável!

Apenas um ponto de vista … ambiente saudável!

556
0
COMPARTILHE
José Diogo Fernandes

A opinião crítica, que algumas vezes veiculo nestas páginas é apenas a opinião de quem gosta muito da sua terra e que pretende o melhor e não o suficiente. Também recordo, que já escrevi sobre o que muito me apraz nesta terra prendada e que me orgulha bastante.
O que me move, não são quaisquer motivos políticos nem “calendários” escondidos para promoções pessoais, mas o estímulo de partilhar algumas ideias que possuo sobre o que me rodeia, pretendendo humildemente contribuir para que se possa ter mais um ponto de vista.
Desejo para Lousada o melhor, por que cá vivo, bem como a minha família e por consequência quero que beneficiem do melhor. Continuo a julgar, que Lousada é uma terra maravilhosa para viver, pelas suas gentes, pela sua tranquilidade e pela sua natureza, mas há circunstâncias que devia ser diferente e de não andar a reboque das ideias dos “vizinhos” ou apenas gerir o expediente ou as oportunidades que surgem sem serem procuradas com mérito. Como cidadão tenho observado, que há de facto quem tenha uma visão diferente para o concelho, estruturante e “fora da caixa”. Refiro-me ao vereador Manuel Nunes, que não representando a cor política com que me identifico, patenteou e apoiou durante o seu último mandato, um conjunto de projetos ambientais que engrandecem Lousada e são uma referência para os concelhos vizinhos e porventura para o país. As suas políticas estimularam a sensibilidade dos lousadenses para as boas práticas ecológicas, para a preservação e participação em diversas campanhas de cariz ambiental. Durante estes últimos anos, Lousada tornou-se ambientalmente mais viável e ecologicamente mais saudável.
A par de tudo isto, ainda obteve um precioso apoio da experiência e do saber universitário, que soube acarinhar e motivar, possibilitando o aparecimento de jovens (João Carvalho e Luís Cunha) biólogos lousadenses, que muito contribuíram para o engrandecimento dessas estratégias. Realço o João Carvalho, com diversos contributos nos diferentes projetos, destacando o seu trabalho na revista Lucanus, que potencia a cultura biológica e ambiental.
Muitas vezes, temos a ideia e assistimos às ações dos típicos políticos, que mandam fazer e só aparecem para “cortar a fita” da inauguração, procurando sofregamente aparecer na fotografia, pois se assim não fosse, não seria recordado como interveniente desse acontecimento.
Manuel Nunes não é nada disto. Tenho, por tudo isto, de aplaudir um homem simples, humilde e discreto, que não procura os holofotes da fama, mas que trabalha eficazmente, com rigor, critério, lucidez e motivação contagiante, não se escusando a estar sempre na linha da frente das diversas atividades.
Termino, mais uma vez com uma pequena citação, desta vez do filósofo Platão, que reflete bastante o que acabei de alvitrar … “O que faz andar o barco não é a vela inchada, mas o vento que não se vê”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA