Cristelos conquistou Taça D’Trivela

Cristelos conquistou Taça D’Trivela

COMPARTILHE

O Cristelos venceu na passada quinta-feira, dia 31 de maio, a Taça D´Trivela, competição que encerra a temporada desportiva das provas organizadas pela AFALousada e que vai na sua décima edição. A final disputada frente ao Pienses só ficou decidida na marcação de pontapés da marca dos onze metros, após um nulo no tempo regulamentar.

Em dia de festa do futebol popular, o povo compareceu à chamada e as bancadas do Municipal de Lousada apresentaram-se bem preenchidas para assistir a uma partida emotiva, mas onde o nervosismo e o erro de falhar condicionaram, de certa forma, o espetáculo.

O Pienses entrou melhor e em lançamentos em profundidade para as costas da defensiva do Cristelos procurou surpreender. E nos instantes iniciais da partida valeu ao Cristelos a atenção de Batista a evitar dois golos, primeiro a intercetar um cruzamento para o segundo poste onde o avançado rival se encontrava preparado para faturar e depois a oferecer o corpo à bola ao remate de Pedro Sousa, isto depois de uma assistência de Pedro Queirós que já havia tirado TM da baliza. Aos poucos o Cristelos foi equilibrando e aos 22 minutos, após um livre lateral, Ratinho no coração da área não precisou de saltar para cabecear a rasar o poste.

No minuto seguinte foi Couto a ganhar em velocidade à defesa do Cristelos e ainda conseguiu criar perigo, mas o remate saiu enrolado.
Depois de algum ascendente na fase inicial do Pienses, foi o Cristelos que terminou a primeira parte por cima e a beneficiar das melhores ocasiões de golo.

À passagem da meia-hora, Papeiro progrediu pela esquerda e tirou um cruzamento para a área, surgindo ao segundo poste Messi a cabecear com perigo. Ainda se chegou a festejar o golo na bancada, mas a bola bateu na malha lateral.

Aos 38 minutos, Messi voltou a estar em evidência, agora com um lance de génio. Em esforço ainda conseguiu segurar a bola dentro das quatro linhas e junto à bandeirola de canto desferiu um remate em arco que levou a bola a embater com estrondo no poste do lado contrário. Ainda no seguimento do lance, o esférico voltou aos pés de Messi que de primeira atirou forte para uma defesa enorme de Moreto junto ao poste.

Na segunda parte o receio de errar foi ainda mais evidente em ambos os conjuntos. O desgaste físico também entrou em cena e o jogo tornou-se muito quezilento. Nesta fase as duas equipas queixaram-se de uma grande penalidade e o Cristelos viu ainda um golo ser invalidado por suposto fora de jogo a Papeiro. Já perto do final, TM, com uma grande defesa evitou o golo do Pienses e manteve o nulo que levou o jogo para as decisões do pontapés de penáltis.

Hugo Ribeiro, do Pienses, foi o único que não conseguiu concretizar a sua tentativa e deixou para Ruca, do Cristelos, a marcação do penálti decisivo. O atleta, eleito o melhor em campo, não desperdiçou a oportunidade e deu início aos festejos.