Escalões de formação e femininos da AD Lousada já trabalham

Escalões de formação e femininos da AD Lousada já trabalham

COMPARTILHE

Arrancaram, na segunda-feira, os trabalhos para a nova época nos escalões de formação e futebol feminino da AD Lousada.
Neste primeiro dia de trabalhos, que contou com a presença do presidente do clube Sandro Sousa, foram apresentados os treinadores responsáveis por cada um dos escalões, assim como todos os diretores do departamento jovem.

A grande novidade para esta temporada prende-se com a contratação de Carlos Rúben, um técnico de guarda-redes que irá trabalhar permanentemente, pois de acordo com Carlos Moreira, responsável pelo departamento, esta era uma lacuna que se vinha verificando nos últimos anos. “Este ano não vamos ter problemas de guarda-redes. Lançamos um desafio a um mister que disse: «Se é para partir aquela malta e para os trabalhar eu estou pronto e quando se ouve isto há que aceitar de imediato»”, foi desta forma que o dirigente justificou a escolha de Carlos Rúben.

João Pedroso continua como coordenador técnico e grande parte das equipas técnicas mantêm-se. Entre as entradas destaca-se a contratação de Ivo Damas, um internacional português pelas camadas jovens que chegou a jogar no Sporting e teve ainda uma passagem pelo Lousada, na então 2.ª Divisão Nacional. Ivo Damas vai orientar os Iniciados B (sub-14), enquanto Armando Pinto, que transita do futebol feminino, vai liderar os Iniciados A (sub-15). Os dois vão contar com a assistência do adjunto Jim.
Totalmente nova será a equipa técnica dos Infantis que será composta por Pedro (sub-13), César Gonçalo (sub-12) e Ivo Vieira como adjunto.

Os Juniores continuarão a ser orientados por José Meireles e Francisco Sampaio, acontecendo o mesmo com os Juvenis: Bruno Fernandes lidera a equipa de sub-17 e China os sub-16, contando com a colaboração de Fábio Leal que se mantém nas Escolas (sub-10 e sub-11) juntamente com Topas e Vitinha.

Nos mais novos (Petizes) a dupla de centrais formada no clube e agora nos seniores, Pepe e Zé Miguel, juntam-se a Valter Miranda para os primeiros ensinamentos sobre futebol aos futuros craques da ADL.
O futebol feminino ficará sobre o comando técnico de Carlos Pedro (seniores) e Paulo Jorge Almeida (juniores).

“Privilégio sentirmos que
a equipa principal é hoje
constituída, na sua maioria,
por atletas formados no clube”

A primeira mensagem do presidente do clube, Sandro Sousa, foi para os atletas e para agradecer aos pais pelo empenho e dedicação, não só aos seus filhos, mas também ao clube: “A tarefa mais árdua é de todos vós.

Para aqueles que jogo a jogo têm de meter a bola na baliza adversária e dar-nos as vitórias e para aqueles que os acompanham todos os dias, que têm de os trazer aos treinos, de lhes dar todo o apoio, de vibrar com as conquistas e, naturalmente, afogar as mágoas quando corre menos bem. É essa vossa dedicação e o de estarmos aqui pelos vossos e nossos filhos que nos faz, juntamente com a paixão e amor que temos pelas cores envergamos e o símbolo que respeitamos, estar aqui todos os dias e fazer o melhor possível”.

E, nesse sentido, o líder da direção abordou a evolução alcançadas nos últimos três anos e o muito que ainda há para melhorar: “Sabemos que estamos ainda muito longe da perfeição. Há certamente um caminho muito grande a percorrer. Temos tentado melhorar o corpo técnico para que os vossos filhos aliem, ao potencial natural que já têm, bons ensinamentos que lhes permita ser ainda melhores. Temos tentado elevar o nível competitivo que as equipas disputam e para isso, naturalmente, conquistar as subidas de divisão. Há muitos objetivos a conquistar esta época”.

Nos últimos anos o clube tem procurado tirar dividendos da formação, funcionando como centro de recrutamento para os seniores. E, a verdade é que são vários os jogadores formados no clube que disputaram a temporada passada, número que foi consideravelmente aumentado este ano.

Quando está já confirmada a subida a um escalão mais exigente, este não deixa de ser um risco para a direção que defende esta aposta como um catalisador para os miúdos dos escalões jovens. ”Dizer-vos que tem sido um privilégio para nós sentirmos que o topo da pirâmide, a sua equipa principal, é hoje constituída na sua maioria por atletas formados no clube. Não há nenhum atleta que tenha saído da formação nos últimos três anos que possa dizer que não teve a oportunidade de ser sénior do Lousada.

Todos os que manifestaram intenção e vontade em ser, conjuntamente connosco e os treinadores, tiveram essa oportunidade. É evidente que depois é a capacidade individual, muitas vezes também alguma sorte que vai determinar aquilo que é o sucesso ou insucesso de muitos desses atletas.

Mas, felizmente é com grande orgulho que começamos a época com 18 atletas que fizeram a formação no Lousada. Este também deve ser um estímulo para os vossos filhos, porque quando chegar ao fim da formação vão ter aqui alguém de certeza absoluta que vai apostar nos vossos filhos e lhes vai dar essa oportunidade”, congratulou-se Sandro Sousa, apontando este como o rumo certo para atingir o almejado sonho: “Conjugando tudo isto vamos certamente ao longo dos anos, com tempo, com vontade, com ponderação, tentar chegar aos campeonatos nacionais, quer na formação quer na equipa principal, e quem sabe, porque o sonho está cá e as condições também, chegar aos campeonato profissionais”.

No final, os atletas deslocaram-se para o relvado onde tiveram a primeira palestra dos respetivos treinadores.