Lousada empata em Gondomar

Lousada empata em Gondomar

Gondomar igualou o jogo aos 87 minutos, na conversão de um livre direto

221
0
COMPARTILHE

O Lousada empatou a uma bola na deslocação ao Gondomar na tarde de sábado em jogo da 4.ª jornada da Divisão de Elite da AFP. Uma igualdade com sabor a derrota para os lousadenses que estiveram em vantagem desde, mas permitiram a igualdade já perto do minuto 90.

Mesmo jogando fora de portas, o Lousada entrou melhor e a assumir o jogo, procurando chegar com a bola controlada junto da baliza adversária. Ainda com o espetacular hat-trick conseguido na época passada bem presente na memória, Topas foi o primeiro a tentar alvejar o alvo, mas o remate, de fora da área, saiu à figura de Kudireti.
Aos 10 minutos, os visitantes criaram a primeira situação de perigo que teve início numa bela jogada coletiva, mas Quim, algo desenquadrado com a baliza e em esforço, não foi capaz de dar o melhor seguimento ao cruzamento de João António.

Com o Lousada a dominar na posse de bola, os gondomarenses optaram pelo futebol mais direto e foi numa rápida transição que Djibril apareceu na pequena área a desviar um cruzamento da direita levando o esférico a passar a centímetros do poste do lado contrário.

Aos 21 minutos, mais uma bela iniciativa pelo corredor direito do Lousada terminou com um forte remate de Rui Pedro, de ângulo apertado, a obrigar Kudireti a uma intervenção arrojada.

A estratégia das equipas e a toada de jogo manteve-se inalterada até ao intervalo e foi já perto do regresso aos balneários que a turma da casa, em mais um contra-ataque, dispôs da melhor ocasião de golo de toda a primeira parte. A defesa do Lousada foi apanhada desprevenida e num lançamento longo, Miguel surgiu completamente isolado, valendo na circunstância a boa recuperação de Dani Nogueira que ainda conseguiu intercetar o remate e, no ressalto, a bola acabou mesmo por bater na trave.

Os visitantes reentraram na partida com a mesma postura e logo no primeiro minuto Rui Pedro, após livre de Artur, apareceu no coração da área a cabecear por cima da barra. Cinco minutos depois foi a vez do Gondomar desperdiçar uma oportunidade soberana. Após um canto favorável ao Lousada, a bola foi metida para a velocidade de Djibril com o avançado a assistir Miguel que com a baliza escancarada atirou por cima.

Aos 63 minutos, o Lousada acabou por justificar o maior domínio e chegou ao golo por intermédio de Rui Pedro que apareceu na zona da marca do penálti a fuzilar, dando o melhor seguimento a um cruzamento atrasado de João Rafael. Pouco depois, Artur quase dilatou a vantagem na conversão de um canto direto, valendo aos locais a atenção de Kudireti. Aos 75 minutos, o médio voltou a estar próximo do alvo, agora num livre direto (resultou na expulsão de Huang) que levou o esférico a passar muito próximo do poste.

Curiosamente e contrariando o que seria expectável foi em inferioridade numérica que a equipa da casa teve o seu melhor período. Empurrados pelos seus adeptos, os gondomarenses revelaram uma grande atitude e foram premiados aos 87 minutos com o golo do empate, da autoria de Cenoura na conversão de um livre direto que levou a bola a entrar junto ao ângulo superior.

Pedro Vilaça
“Justo apesar
de sabor amargo”

Desalentado pela forma como o triunfo escapou, o treinador do Lousada, Pedro Vilaça, considerou justo o empate, lamentando que a sua equipa não fosse capaz de controlar as incidências na reta final do jogo: “A nossa equipa entrou no jogo, como habitualmente, com o objetivo claro de lutar pelos 3 pontos, e começamos por ter o controlo do jogo, a assumir a bola e a jogar predominantemente no meio campo adversário. Foi uma primeira repartida com oportunidades para criar perigo de parte a parte e com as duas equipas a procurar chegar ao golo com formas de jogar diferentes. A tónica do jogo manteve-se na segunda parte até ao momento em que chegamos ao golo. A partir desse momento a nossa equipa começou a pensar muito no resultado e sem uma intenção declarada alteramos um pouco a forma de jogar. Passado alguns minutos o adversário ficou reduzido a dez e nós quando deveríamos ter tido mais clarividência e assumir o controlo do jogo em posse, não fomos capazes disso, permitimos o partir do jogo, aumentando o ritmo e passando a ser um jogo de transições, onde tanto uma equipa como a outra poderiam chegar ao golo quando depois dos dois tónicos, quer do golo quer da expulsão, o que se pretendia da nossa equipa era que baixasse o ritmo e provocasse quebras, coisa que não fomos capazes. Depois e quando já nada fazia prever acabamos por ser penalizados numa tentativa de saída de bola desde trás, onde após a perda, fizemos uma falta à entrada da área que o adversário aproveitou para chegar ao empate na conversão de um livre direto, marcado de forma irrepreensível. O resultado acaba por ser justo, apesar de ter um sabor um bocado amargo para nós pela forma como foi”.

O Lousada continua sem derrotas e na 4.ª posição a dois pontos do trio de líderes, Lixa, Rebordosa e Sousense, e irá procurar no domingo dar sequência ao bom início de temporada: “Vamos agora preparar esta semana para no próximo domingo tentarmos ser capazes de nos apresentar a um nível muito bom para podermos lutar pela vitória contra o Sobrado, que tem uma equipa muito boa e muito competitiva”, concluiu o técnico.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA