“Todas as áreas de negócio cresceram, o que nos deixa extremamente otimistas...

“Todas as áreas de negócio cresceram, o que nos deixa extremamente otimistas para 2019”

Grupo Empresarial Global Única

COMPARTILHE

Terminado o ano de 2018, o grupo empresarial Global única faz um balanço positivo da sua atividade com destaque para o reinvestimento e para o crescimento no setor dos transportes e na área de manutenção e conservação florestal.
As perspetivas para 2019 são otimistas e o grupo pretende continuar com a sua expansão com a criação de novas sinergias e dar mais profundidade aos serviços de gestão patrimonial e com isso alavancar novos projetos no âmbito da reabilitação urbana.

YES: Que balanço é que o Grupo empresarial Global Única faz deste ano que agora termina?
SÉRGIO ROCHA: Já estamos em posição de fazer um balanço muito positivo de todo o ano, todas as áreas de negócio cresceram, o que nos deixa extremamente otimistas para 2019.
As necessidades de reinvestimento constante para fazermos face à procura foi transversal a todo o grupo durante este ano.
Realço em particular o crescimento no setor dos transportes e na área de manutenção e conservação florestal, áreas que nos proporcionaram grande satisfação e contentamento. Setores que necessitam de, constantemente, fazer face à elevada procura, alavancada e relacionada com a agitação da economia nacional.
No setor imobiliário, da Gestão de condomínios à Reabilitação, Manutenção e Conservação foram áreas de ação, que atuaram em grande crescimento. Afirmamos que em 2018 foi um ano de grande investimento a todos os níveis e em todos os setores.

YES: Recentemente houve uma festa de Natal de todo o grupo. O que significou para si esse momento?
SR: A festa de Natal para mim é sempre um dos momentos mais altos do ano, é um momento de partilha, convívio e muito diversão entre as mais diversas equipas. Cada colaborador é único mas sente-se uma entrega total no grupo. Todos os anos sinto o número de colaboradores a crescer, este ano fomos mais de 120. Aproveitamos o momento da festa de Natal para premiar os colaboradores que estão connosco há mais de 5 anos, facto que fez da festa de Natal ainda mais empolgante face a anos anteriores. Cada um dos nossos colaboradores é para nós muito mais que um ativo humano, é um familiar e um amigo, com quem pretendemos continuar a privar de momentos destes.
É na festa de Natal que sinto valer a pena continuar na alavancagem e no ritmo habitual da Global Única. É muito satisfatório ver no rosto de cada um a satisfação e motivação de continuar o projeto, de forma aberta à mudança e inovação.


YES: Prevê aumentar o grupo empresarial para mais serviços e com isso mais funcionários? Em que ramos de atividade?
SR: Sim. O aumento do grupo e a criação de novas sinergias é algo que está no nosso DNA. Pretendemos criar mais profundidade nos nossos serviços de gestão patrimonial e com isso alavancar novos projetos no âmbito da reabilitação urbana.
No setor da logística e transportes, pretendemos alargar a oferta da tipologia de serviços especiais, encontrando-nos neste momento em negociações com os nossos parceiros financeiros.
Acreditamos que temos de, para além de sermos inovadores, ter a capacidade de gerar sinergias, aproveitar economias de escala e só assim acrescentar valor a todos os nossos clientes e consumidores finais.

YES: Quais são as principais dificuldades para a Global Única? E os principais desafios atualmente?
SR: Passando a redundância, a maior dificuldade é transformar as dificuldades em desafios.
Assumimos que as maiores dificuldades se prendem com o conhecimento da legislação, bem como a sua volubilidade. Questões ambientais e laborais são um desafio para quem se quer destacar como cumpridor. Lutamos diariamente com eles, muitas vezes em mercados não íntegros. Acrescentamos ainda que a escassez dos recursos humanos especializados foi um desafio este ano, e tomamos medidas preventivas para o novo ano. Os nossos parceiros na área da formação profissional foram, sem dúvida, uma mais-valia para a a capacitação dos nossos colaboradores. Convertemos a falta de oferta externa com o recrutamento e formação interna. Foram vários os estágios profissionais nas mais diversas áreas que foram convertidos em contratos efetivos de trabalho.

YES: O que poderemos esperar para o futuro nomeadamente para 2019?
SR: Para 2019 podemos esperar mais inovação tecnológica, nos processos internos e na relação com os nossos clientes, obviamente adequada a cada uma das áreas. Iremos continuar a facultar formação a todos os nossos quadros, acreditando que somos os melhores se tivermos os melhores connosco.
Alargamento a nível económico em todas as frentes, com ofertas mais alargadas, mas com fortes laços de compromisso com os nossos fornecedores e clientes.
Garantir a cada um dos nossos clientes a qualidade desejada ao valor mais justo do mercado. O foco estará enraizado e presente em cada membro da Global Única.
Aproveito o momento para agradecer o empenho e dedicação de todos os nossos colaboradores, a parceria e corporação dos nossos fornecedores e a preferência e confiança constantes dos nossos clientes.

Um Santo e Feliz Natal para todos.