Uma carta ao Pai Natal

Uma carta ao Pai Natal

0
COMPARTILHE

A época natalícia é vivida com grande euforia pelas crianças, mas não só e, em muitas situações, resume-se praticamente aos presentes e ao Pai Natal.
Mas o Natal é muito mais do que isso, é tempo de promover a interiorização de valores e o renascimento de velhas tradições as famílias.
O Natal, e respeitando todas as crenças religiosas, é que se celebra o nascimento de Jesus, e as suas histórias assumem, um papel fundamental para a interiorização do sentido do Natal, com a exploração de valores, de sentimentos importantes inerentes a esta época festiva, como reforçar valores de carinho e dedicação a partilha e aos laços de afeto e solidariedade entre todos.
É no Natal que se constata uma tendência especial para fomentar o espírito de solidariedade e responsabilidade social e que estes dias decorram com tranquilidade, magia e encanto ao som de músicas que se enquadram na forte carga emocional da época natalícia.
Constitui também tradição de Natal, que se escreva ao Pai Natal uma carta, contendo a lista de presentes desejados, depois de um ano em que num momento de auto-avaliação, consideramos que nos portamos bem.
Este ano por isso, a minha carta ao Pai Natal não podia ser, em minha opinião, mais generosa e solidária com aqueles que, como eu, vivem e/ou trabalham no Concelho de Paredes.
E num momento em que tudo (quase), é público decidi partilhar com a comunidade os pedidos que fiz seguir para a lapónia com os meus desejos e anseios para 2019, e então, aqui fica:
Pai Natal, gostava que no meu concelho se vivesse um clima de democracia e que todos os partidos fossem respeitados, assim como as vozes que defendam posições diferentes daquelas que são definidas por quem manda.
Gostava que todas as Freguesias do Concelho fossem tratadas com igualdade, e não sejam apenas 4 e as outras.
Adorava que a União Sport Cube de Paredes voltasse a jogar futebol nas Laranjeiras, e não no meio do silvado e com acessos lamacentos.
Ficava feliz que o IMI descesse para a Taxa mínima como outos prometeram, bem como que a água e o saneamento públicos, chegasse a todas as freguesias do concelho e que deixasse de ser das mais caras do País.
Que as empresas fossem apoiadas para a criação de emprego para jovens e menos jovens, para que a Câmara Municipal não se venha a transformar num centro de…emprego.
Ficaria rendido se a câmara apoiasse os jovens empreendedores ou que ajudasse os idosos com mais de 65 anos nas suas despesas com medicamentos.
Pai Natal, podes construir uma piscina ao ar – livre para eu usar no verão, e não ter que ir à do vizinho?
Continuo a acreditar em ti, Pai Natal, estou certo que não me vais desiludir, e como tudo se vai concretizar ter fé na palavra dos homens nesta época, vou agradecer-te pessoalmente, nem que vá ter contigo de rena, só para te abraçar.
A todos desejo um santo e feliz Natal, e um próspero ano de 2019.
Uma nota final para manifestar a minha profunda tristeza pela tragédia ocorrida em Valongo que vitimou quatro heróis que deram a vida pelos outros, aproveitando para manifestar as minhas sentidas condolências às famílias das vítimas.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA