“No FC Porto pegámos o touro pelos cornos, contra tudo e contra...

“No FC Porto pegámos o touro pelos cornos, contra tudo e contra todos”

213
0
COMPARTILHE
Antigo treinador dos ‘azuis e brancos’ garante que a decisão de deixar o comando técnico do FC Porto não foi sua e assegura que mantém uma boa reação com o presidente.

Julen Lopetegui irá conceder uma entrevista à RTP, onde irá fazer um balanço do ano e meio que passou no Porto. O técnico basco, agora sem clube, lembrou que foi sempre honesto ao longo da sua estadia no comando técnico dos ‘dragões’.

“O FC Porto é uma recordação magnífica onde, insisto, fomos o mais honestos e trabalhadores possível e trabalhámos tudo o que podíamos para melhorar o clube”, afirmou nbum excerto da entrevista que será transmitida esta quinta-feira.
“Como se diz em Espanha, tivemos de pegar o touro pelos cornos, trabalhando em prol do FC Porto, não podia ser de outra maneira. Demos a cara e lutámos contra tudo e contra todos, sempre com a ilusão de atingir os objetivos definidos. Cinco dias antes de sermos demitidos éramos líderes da competição”.
O treinador assegura que a decisão de deixar os ‘azuis e brancos’ passou pela direção e não por si, contrariando as declarações de Pinto da Costa numa recente entrevista ao Porto Canal.
“Não, por Deus. Claro que não saí por decisão minha. Sai-se por uma decisão limite, o que não foi o caso. A decisão não foi minha. Como é que me podia demitir se estávamos em posição de conseguir todos os objetivos pelos quais estávamos a lutar?”.
Já em relação à sua relação com Pinto da Costa, Lopetegui garante sentir um grande apreço pelo presidente portista.
“Sinceramente tenho boas recordações dele e tenho-lhe carinho. Foi um presidente que conheci e que agora me dá pena porque entendo que a situação desportiva piorou imenso”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA