Diretor do Museu da Presidência detido por suspeita de seis crimes

Diretor do Museu da Presidência detido por suspeita de seis crimes

784
0
COMPARTILHE

O diretor do Museu da Presidência, Diogo Gaspar, foi detido hoje por suspeita de crimes de tráfico de influência, falsificação de documento, peculato, peculato de uso, participação económica em negócio e abuso de poder, segundo a PGR.

De acordo com um comunicado da Procuradoria-Geral da República, Diogo Gaspar foi detido no âmbito de um inquérito em investigação no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, que teve início em abril de 2015 e envolve, atualmente, diversas buscas domiciliárias e não domiciliárias na zona da Grande Lisboa e em Portalegre.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA