Habitações novas ficaram mais caras em junho

Habitações novas ficaram mais caras em junho

Seguindo a inflação, os custos de construção de casas aumentara ligeiramente. Materiais mais caros ditaram custos globais mais elevados.

637
0
COMPARTILHE

O índice de maio tinha ficado sem qualquer alteração em relação a abril, mas em junho os portugueses não tiveram a mesma sorte.

Graças a um aumento ligeiro do preço dos materiais, o custo de construção de casa nova em Portugal aumentou 0,1%, registando uma inflação inferior ao total nacional mas ainda assim relevante.

A mão-de-obra manteve o mesmo peso no custo final e por isso o boletim estatístico divulgado hoje pelo INE responsabiliza quase totalmente os materiais pelo aumento dos preços.

A variação homóloga dos índices relativos a ‘apartamentos’ e a ‘moradias’ fixou-se em 0,1% em junho, traduzindo ligeira subida face a maio.

O índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação, no continente, caiu 0,1% em junho, enquanto os índices das componentes produtos e serviços apresentaram taxas de variação homóloga de -1,3% e 0,2%, respetivamente.

A Área Metropolitana de Lisboa apresentou a mesma taxa do mês anterior (- 0,4%), enquanto as regiões Alentejo e Centro registaram subidas para taxas de 0,1% e de – 1,1%, respetivamente.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA