Mulheres lideram Top 10 dos escritores mais vendidos no Reino Unido

Mulheres lideram Top 10 dos escritores mais vendidos no Reino Unido

66
0
COMPARTILHE
Margaret Atwood

Liderado pela escritora Margaret Atwood, autora de ‘The Handmaid’s Tale’, o top 10 dos livros de ficção mais vendidos no ano passado no Reino Unido conta apenas com um escritor homem, Haruki Murakami.

Segundo a análise da revista Bookseller às vendas de livros de ficção no ano passado, Margaret Atwood foi a romancista que mais vendeu, com adaptações televisivas dos seus romances ‘The Handmaid’s Tale’ (‘A história de uma serva’, editado em Portugal pela Bertrand) e ‘Alias Grace’, impulsionando as vendas até quase 2,8 milhões de libras esterlinas (3,16 milhões de euros).

Sarah Perry, autora do premiado ‘The Essex Serpent’ (‘A serpente do Essex’, editado em Portugal pela Minotauro), surge em segundo lugar, com vendas a rondar os 1,6 milhões de libras (1,8 milhões de euros).

Helen Dunmore, que morreu em junho passado, mas que deixou um romance, ‘The Birdcage Walk’, e uma coleção de poesia, ‘Inside the Wave’, publicados nesse mesmo ano, aparece em terceiro lugar, com vendas a chegar aos 1,1 milhões de libras (1,24 milhões de euros).

O restante top cinco pertence a Naomi Alderman, cujo romance ‘The Power’ venceu o ‘Women’s prize for fiction’, e à escritora italiana Elena Ferrante, autora da aclamada tetralogia napolitana.

Murakami, com vendas que ascendem a um milhão de libras (1,12 milhões de euros), está em sexto lugar da lista, que é completada com Ali Smith, Zadie Smith, Maggie O’Farrell e Arundhati Roy.

Tom Tivnan, da Bookseller, admitiu que os analistas “fizeram juízos de valor algo arbitrários” acerca do que é ou não “literário”, limitando-se àqueles que foram finalistas ou vencedores de prémios.

Contudo, sublinhou que nem Julian Barnes nem Ian McEwan conseguiram chegar ao Top 10, cada um com vendas que não ultrapassaram as 855 mil libras (965 mil euros), juntamente com o mais recente Prémio Nobel, Kazuo Ishiguro, cujos livros alcançaram as 709 mil libras (800 mil euros), em 2017.

Apesar da prestação feminina no topo da lista de ficção, as mulheres representam menos de metade do total dos 50 autores mais vendidos no Reino Unido em 2017.

 

 

Por Lusa

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA