AD Lousada participa na Festa do Futebol Feminino no Jamor

AD Lousada participa na Festa do Futebol Feminino no Jamor

170
0
COMPARTILHE

A Associação Desportiva de Lousada vai participar no próximo fim de semana na Festa do Futebol Feminino, evento integrado no programa da final da Taça de Portugal que este ano tem como finalistas o Benfica e Valadares, jogo marcado para as 15h00.
Esta é uma iniciativa da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) em parceria com as várias associações do país e do programa do Desporto Escolar e tem como objetivo promover de forma mais dinâmica o interesse pelo jogo junto do genéro feminino.
Durante o ano são organizadas várias concentrações para se apurar os finalistas (Clubes e Escolas) para integrar os participantes na festa final no Estádio Nacional, sendo que as lousadenses alcançaram o “passaporte” no passado dia 4 de abril na concentração que teve lugar no Complexo Desportivo de Lousada.
A equipa da ADL (Sub-15) foi constituída especificamente para esta competição. A diretora Inês Sousa conseguiu reunir um grupo para competir apenas nesta prova, como salientou Carlos Gomes, treinador das seniores e que orientou esta equipa, ele que vê ainda esta competição como uma excelente oportunidade de captação de atletas: “Foi com muito esforço da Inês que conseguimos juntar esta equipa. Ir agora ao Jamor é uma alegria e um prémio para as jogadoras. Vai ser certamente interessante e poderá despertar o ‘bichinho’ para jogar mais a sério, porque para algumas delas esta é a primeira experiência”.
Há 4 anos nos quadros técnicos da AD Lousada, Carlos Gomes confia que existem todas as condições para o futebol feminino evoluir no concelho, à semelhança do que está a acontecer no país, o que na sua opinião se deve aos êxitos recentes da seleção, mas acima de tudo à aposta dos clubes grandes nesta vertente: “A modalidade está a crescer bastante e Lousada tem muitas atletas boas para a prática de futebol. Agora as miúdas não têm medo de assumir que gostam de jogar à bola”.
Depois de ter o projeto do futebol feminino constituído, o clube debateu-se com vários problemas no início da época e teve de reorganizar-se e o técnico aponta a falta de apoios como o principal entrave para a sua sustentação: “Este ano tivemos de recomeçar do zero. Muitas jogadores ‘fugiram’ para o Freamunde devido a essa falta de apoios. O recrutamento não foi fácil e temos no plantel atletas de Felgueiras, Marco de Canaveses, Paredes e Penafiel. E, isto só é possível porque o treinador José Dias traz o carro cheio. Se tivermos mais apoios, temos capacidade para chegar longe no futebol feminino”, concluiu Carlos Gomes.

Margarida Rodrigues um caso à parte

Uma das atletas desta equipa que faz parte dos quadros do clube é Margarida Rodrigues que tem um percurso peculiar. Possuidora de uma técnica acima da média, tem ainda uma vontade muito grande em evoluir. Prova disso é o facto de preferir jogar nas equipas mistas, pois no seu entender a competitividade é maior: “Prefiro jogar juntamente com os rapazes, porque eles têm mais técnica e tenho mais hipóteses de evoluir”.
Certo é que a atleta tem demonstrado os seus dotes e mesmo entre os rapazes tem-se destacado, pois ainda recentemente foi eleita, na Gala da ADL, a Atleta do Ano, no escalão de Infantis.
Agora com idade de 1.º ano nos Iniciados, Margarida continua a atuar na equipa mista e as suas prestações levaram-na a ser convocada para um estágio da seleção distrital (Sub-14) que decorreu em Castelo Branco no passado mês de abril.
Sobre a presença na Festa do Jamor, Margarida foi peremtória: “É uma oportunidade muito grande para convivermos com outras atletas, muitas das quais da elite nacional. Temos de nos esforçar para representar o clube e ao mesmo tempo divertirmo-nos”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA