Brigada de Sapadores Florestais do Tâmega e Sousa reforçada com maquinaria pesada

Brigada de Sapadores Florestais do Tâmega e Sousa reforçada com maquinaria pesada

167
0
COMPARTILHE

A Brigada de Sapadores Florestais do Tâmega e Sousa vai ser dotada de maquinaria pesada para utilização em operações de prevenção e de defesa da floresta contra incêndios.

A atribuição de um veículo pesado – um trator pneumático – e dos respetivos equipamentos mecânicos resulta de um contrato de comodato celebrado entre a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

A nova maquinaria, que irá reforçar os equipamentos de corte de que esta Brigada já dispõe, vai permitir aumentar a área de limpeza de mancha florestal, bem como possibilitar uma maior eficácia e eficiência nas operações de instalação de redes de defesa da floresta contra incêndios.

Recorde-se que a Brigada de Sapadores Florestais do Tâmega e Sousa foi criada em março, sendo constituída por 14 sapadores e um engenheiro florestal, que lidera a equipa. Os primeiros três meses foram de formação, ministrada pelo ICNF, tendo as ações efetivas no terreno arrancado no final de maio. Volvidos cerca de quatro meses, foram já intervencionados mais de 40 hectares de mancha florestal da região, um importante contributo na prevenção da ocorrência de incêndios.

Sediada na antiga escola primária do Gôve, em Baião, a sua área de atuação estende-se aos 11 municípios que integram a CIM do Tâmega e Sousa, tendo por função intervir prioritariamente no âmbito da instalação e manutenção da rede primária de defesa da floresta contra incêndios, nas ações de consolidação de rescaldo, nas ações de estabilização de emergência para evitar fenómenos de erosão pós fogo, e na execução de faixas de gestão de combustíveis definidas nos respetivos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, promovendo, assim, uma atuação em consonância com os objetivos definidos na Estratégia Nacional para as Florestas e no Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

A constituição desta Brigada resulta de uma candidatura apresentada pela CIM do Tâmega e Sousa ao ICNF, sendo cofinanciada pelo Fundo Florestal Permanente.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA