Câmara de Paredes apresenta Plano Municipal de Combate e Prevenção à Violência...

Câmara de Paredes apresenta Plano Municipal de Combate e Prevenção à Violência Doméstica e de Género

84
0
COMPARTILHE

O Município de Paredes está a elaborar o Plano Municipal de Combate e Prevenção à Violência Doméstica e de Género. O trabalho está a ser coordenado pela Professora Doutora Madalena Oliveira, com larga experiência e percurso profissional nesta área e que se tem destacado pelos estudos relacionados com o Combate e Prevenção à Violência Doméstica e de Género, assim como no trabalho já desenvolvido com outros Municípios. Madalena Oliveira, Mestre em Ciências Forenses e Doutorada em Psicologia, atualmente é Docente na CESPU e na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.
Este Plano Municipal de Combate e Prevenção à Violência Doméstica e de Género, enquanto medida de intervenção local, visa a essencialmente a prevenção com o objetivo de erradicar a tolerância social, consciencializar sobre os impactos e promover uma cultura de “nãoviolência”, de direitos humanos, de igualdade e de não discriminação.
O Pelouro da Ação Social da autarquia, liderado pela Vereadora Beatriz Meireles, orientará o projeto que será desenvolvido por etapas. Na primeira fase será promovido um acompanhamento especializado em função da capacitação de documentos de referenciação, serão ainda dinamizadas ações de formação e sensibilização junto da comunidade local e outros agentes. Nas fases seguintes há lugar à capacitação dos/das técnicos/as e apoio às Entidades.
Refira-se que algumas das ações vão desenvolver-se ao abrigo da candidatura ao Contrato Local de Desenvolvimento Social – 4.ª Geração.
A Vereadora Beatriz Meireles, sublinha que “a violência doméstica é um atentado aos direitos humanos e constitui um dos mais graves problemas da nossa sociedade. Apesar dos progressos verificados no combate e na prevenção deste crime violento, os números são particularmente alarmantes: em 15 anos foram assassinadas mais de 500 mulheres em contexto de violência doméstica, e nos primeiros meses deste ano já morreram 21 mulheres e uma criança, factos que colocam o assunto nas prioridades da ação política da autarquia, reforçando o compromisso do governo nesta matéria”.
A autarquia de Paredes está empenhada nas medidas de prevenção e combate a este flagelo, “tal como estipulado no Protocolo de Colaboração celebrado entre o Município e a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, o qual estabelece que o Município deverá garantir serviços de atendimento, informação e encaminhamento às vítimas de violência doméstica, designadamente através do trabalho em rede”, divulga a Vereadora da Ação Social.

CM Paredes

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA