Camélias dão mais encanto a Lousada

Camélias dão mais encanto a Lousada

Vila encheu-se de perfume e cor para receber visitantes do Festival Internacional de Camélias e o Fim de Semana Gastronómico

230
0
COMPARTILHE

Lousada promoveu, durante o fim de semana, o X Festival Internacional de Camélias, com centenas de pessoas nas diversas ações que decorreram na Praça das Pocinhas e em diversos locais do concelho.


O Presidente da Câmara Municipal, Dr. Pedro Machado, destacou que “cada edição deste evento tem crescido de forma muito evidente. As camélias assumem-se como um motivo de destacar, reforçar e promover a identidade e economia do concelho. É gratificante observar que são cada vez mais as pessoas que participam neste Festival Internacional de Camélias, independentemente de serem ou não Lousadenses. As camélias são parte da vida do concelho, na medida em que quase todas as casas têm esta planta nos jardins”.


A autarquia está a elaborar um trabalho científico que passa por caraterizar as diferentes camélias existentes no concelho, “sobretudo nas casas mais antigas, na medida em que têm um elevado potencial. Também os jardins históricos estão a ser objeto de estudo por parte da Câmara de modo a que mais dados fiquem disponíveis para a população e para quem pretender conhecer mais sobre Lousada ”– como salientou o Presidente da Câmara.
“Lousada Vila das Camélias” é a marca criada e registada pelo Município e que, muito bem, identifica concelho”, afirmou ainda o Dr. Pedro Machado.

Concurso de camélias premeia produtores

Durante os dois dias em que decorreu o Festival os visitantes tiveram a oportunidade de visitar a Exposição e Mercado de Camélias.
Estiveram a concurso 17 mesas de outros tantos produtores. O prémio de Melhor Camélia Japónica foi atribuído a Sónia Costa e de Melhor Camélia de Lousada foi entregue a António Nunes e Eduardo Brandão.


António Assunção distinguiu-se pela Melhor Camélia Reticulata, enquanto a Melhor mesa foi para Angeles Piñeiro Lopez, de Espanha, e a Melhor Camélia de Origem Portuguesa foi entregue à Quinta Vilar D’Allen.
Tal como em anos anteriores estiveram viveiristas com plantas destas para venda.

Envolvimento da comunidade

O Banco das Camélias que esteve, durante a semana que antecedeu o evento, na Avenida Senhor dos Aflitos, foi criado com o propósito de comemorar o sucesso de mais uma edição do Festival Internacional de Camélias, convidando quem por lá passou a eternizar o momento através de fotografias.
Os alunos e professores do Curso de Técnico Comercial de Lousada fizeram uma instalação, junto ao Largo do Pelourinho e na Avenida Senhor dos Aflitos, e promoveram um concurso e exposição, que contou com mais 200 desenhos de alunos dos vários agrupamentos de escolas, sob o tema do Festival Internacional de Camélias.

Música, teatro, produtos de camélias, apresentação de vinho e desfile

A tarde de sábado contou ainda com momento musical pelo Conservatório de Música do Vale do Sousa e com a apresentação da peça “A Viagem de Camélia”, pelo Grupo de Teatro Infantil Som Magia.
O Chá de Camélias, a que se juntou a prova de produtos de Lousada, foi também uma das atividades da tarde, onde houve tempo ainda para a degustação de compotas e bolachas.
Uma das novidades da tarde foi a apresentação do novo espumante da Adega Cooperativa de Lousada designado “Vinho da Senhora” frisante.


O Concerto de Camélias foi a sugestão para o serão no Auditório Municipal, com a atuação do grupo Senza tendo como convidado especial de Rão Kyao e do Coro Juvenil do Conservatório do Vale do Sousa.
No domingo Passeio pelos Jardins de Camélias de Lousada, contou com mais de 500 pessoas que, de autocarro ou através de viaturas próprias, se deslocaram até ao Jardim do Senhor dos Aflitos, no centro da Vila, à Casa do Cáscere, em Nespereira, à Casa de Vila Verde, em Caíde de Rei, e à Casa de Vilar, em Vilar do Torno e Alentém.
A tarde contou com o Desfile de Moda Infantil, cujo mote foram as Camélias, contando com a colaboração do Comércio Tradicional, nomeadamente as lojas Carneirinhos Kids, Lidi Love, Nené Kids e Never Land, que apresentaram as coleções de primavera/verão, no Jardim Senhor dos Aflitos.
Também o Centro de Interpretação do Românico se associou a este evento, com promovendo a performance teatral “Flores do Alcorão”, protagonizada por Fernando Soares e Miguel Batista.

Cozido à Portuguesa e o Leite-creme queimado

Em paralelo com o Festival Internacional de Camélias realizou-se o Fim de Semana Gastronómico. O Cozido à Portuguesa e o Leite-creme queimado estiveram em destaque na ementa dos restaurantes locais acompanhados pelos vinhos produzidos no concelho.
Juntam-se a este projeto da Entidade de Turismo do Porto e Norte, à qual o Município de Lousada se tem associado ao longo dos anos, 15 restaurantes: Visconde, Brazão, Quinta de Cedovezas, Casa de Sedoura, Estrada Real, Querida Perfeição – Quinta de Pontezinhas, Petisqueira Moura, Passion Flower, Parabéns, O Pimenta, Recantos D’ harmonia, Galdouro, Meet You, Pronto Assar e Casa Ernesto.

Gabinete Imprensa CML

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA