Centenas de atletas em Paredes para participar na 4.ª prova do circuito...

Centenas de atletas em Paredes para participar na 4.ª prova do circuito regional BTT XCO

Competição irá decorrer no Parque da Cidade, sendo a última do circuito regional. Esperados cerca de 400 praticantes de 25 escolas.

861
0
COMPARTILHE

O Parque da Cidade de Paredes vai voltar a acolher uma competição de BTT, desporto escolar, desta feita, o 4.º Circuito BTT XCO a contar para o circuito regional, competição que irá contar com cerca de 400 praticantes e 25 escolas.

O professor Mário Pinto, responsável pelo projeto Escola BTT de Paredes que apresentou a prova na Casa da Cultura de Paredes, perante um auditório repleto de atletas, pais e demais atores ligados ao BTT, realçou que a edição deste ano irá manter o mesmo figurino, com mais equipas, estando previstas algumas alterações apenas pontuais.

Quanto ao percurso, terá quatro quilómetros e trinta metros, com os mais velhos a fazerem duas voltas e os mais novos apenas uma. Ainda no que toca ao percurso, a prova deste ano irá sofrer algumas alterações, ficando esta confinada apenas ao Parque da Cidade ao contrário do que sucedeu no ano transato.

O parque de autocarros sofrerá alterações, ficando os transportes situados próximo da zona da prova, permitindo que os alunos possam deslocar-se à zona da pista e ao secretariado com mais facilidade. Os balneários estarão colocados na zona da restauração. O abastecimento de água será feito pela Bewater, sendo que este ano as garrafas de plástico serão substituídas por garrafas reutilizáveis permitindo fazer reabastecimentos.

O itinerário terá a presença de vários socorristas da delegação da Cruz Vermelha de Vilela e os escuteiros de Gondalães.

As placas de sinalização serão idênticas às do ano passado e facultadas às escolas no sentido de facilitar aos praticantes e atletas uma deslocação mais cómoda tendo em conta a zona para onde pretende ir.

O evento contará com o apoio do Conservatório de Música e do Conservatório de Dança de Paredes.

Falando do projeto Ciclismo na Escola  BTT, Mário Pinto referiu que começou com 25 atletas tendo neste momento 95 ciclistas. “Fazem parte os três centros escolares do Agrupamento de Escolas de Paredes e a escola  sede, a EB 2,3 de Paredes”, disse, sustentando que o projeto tem como finalidade ensinar a fomentar a utilização da bicicleta na escola ao maior número de utilizadores possível no sentido de desenvolver a mobilidade sustentável, tendo como princípios o da segurança rodoviária, do civismo, do respeito pelo meio ambiente assim como a importância de potenciar a atividade física, em contexto escolar.

Referindo-se ao projeto e aos princípios que presidiram à sua implementação, Mário Pinto afiançou que é também desiderato promover as questões da saúde e a inclusão no meio escolar.

Mário Pinto realçou, também, o dinamismo que o projeto tem sido quer junto da comunidade, quer junto das escolas aderentes, sendo propósito disseminá-lo a outros estabelecimentos de ensino.

“É nosso objetivo que mais crianças tenham acesso à prática do ciclismo, envolver a comunidade e as empresas locais. É um projeto que visa o desenvolvimento das crianças na sua plenitude”, acrescentou, assumindo que o Ciclismo na Escola BTT tem como foco a vertente formativo, embora não descure a vertente competitiva.

Refira-se que no ano passado a equipa do ciclismo na Escola BTT foi campeã regional, sendo objetivo para este ano, conquistar o título quer em infantis A quer em infantis B.

“Faltam duas provas, uma em Valongo e a outra em Paredes, agendada para o dia 8 de Junho, pelo que estamos expectantes numa boa prestação”, declarou, sustentado que o campeonato integra cerca de 25 escolas que vão de  Braga, Póvoa do Varzim, Barcelos até Viana do Castelo, entre outros concelhos.

O vereador do Desporto, Paulo Silva, numa alusão ao projeto, realçou o caráter pedagógico desta iniciativa e confirmou que a autarquia através de protocolos tem colaborado no apoio logístico, nomeadamente no transporte das crianças às provas do campeonato regional, mas, também, na compra de bicicletas.

“É uma iniciativa de louvar. O Governo pretende disseminar a utilização e disseminação da bicicleta, mas em Paredes já o fazemos há muitos anos”, avançou, reconhecendo que existe já sinergias e matéria-prima para o projeto continuar a crescer.

 

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA