Centro de Interpretação vence prémio internacional

Centro de Interpretação vence prémio internacional

314
0
COMPARTILHE

O Centro de Interpretação do Românico (Lousada), equipamento cultural promovido pela Rota do Românico, foi anunciado como o vencedor do Architecture MasterPrize 2019, na categoria “Arquitetura Cultural”. O projeto de arquitetura do Centro é da autoria dos Spaceworkers . A gala de entrega destes prestigiados prémios decorre a 14 de outubro, no Museu Guggenheim, em Bilbau, Espanha.
Prestes a completar um ano desde a sua abertura ao público (27 de setembro de 2018) esta não é a primeira vez que este espaço é distinguido. No passado mês de maio arrecadou os Prémios da Associação Portuguesa de Museologia (APOM) 2019, nas categorias “Trabalho de Museografia”, “Aplicação de Gestão e Multimédia” e “Filme”. Recebeu, ainda, uma menção honrosa na categoria “Melhor Museu do Ano”.

Centro de Interpretação do Românico (CIR)

O projeto expositivo deste grande equipamento de divulgação do património histórico-cultural distingue-se pelo arrojo da sua arquitetura contemporânea, mas igualmente pelas múltiplas experiências interativas proporcionadas pelos seus conteúdos museográficos.
Para além dos espaços de receção, cafetaria e biblioteca, o CIR é constituído por uma superfície expositiva de cerca de 650 metros quadrados, distribuídos por um amplo átrio central e por seis salas temáticas: Território e Formação de Portugal; Sociedade Medieval; O Românico; Os Construtores; Simbolismo e Cor; Os Monumentos ao longo dos Tempos.
O CIR perfila-se, assim, como o cenário ideal para iniciar a viagem de descoberta da Rota do Românico e do seu território de influência, bem como da arte e simbolismo que marcaram Portugal e a Europa durante vários séculos da Idade Média.
A Rota do Românico reúne, atualmente, 58 monumentos, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende), no Norte de Portugal.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA