Eleições para o Parlamento Europeu

Eleições para o Parlamento Europeu

Os artigos publicados neste espaço são da inteira responsabilidade dos seus subscritores

188
0
COMPARTILHE

Começou esta segunda feira a campanha oficial para as eleições europeias. Estamos com isto, a menos de duas semanas das eleições europeias e com o escassear do tempo urge a necessidade do apelo ao voto nestas que são as eleições com maior abstenção em Portugal.
Parece-nos já um tema repetitivo e que sabemos com o aproximar das eleições, sejam estas quais forem, se tornará um dos temas centrais de qualquer debate, não sendo por isso que conseguimos erradicar este problema e é importante, cabendo a cada um de nós, incentivar ao voto e explicar a sua importância. Quem não vota perde, inevitavelmente, toda a legitimidade para criticar, mas acima de tudo haverá outros a decidir por si. Vemos cada vez mais o avanço de diversos partidos com ideologias xenófobas, sexistas e racistas e apenas com o nosso voto conseguiremos travar o avanço de tais pensamentos que retardam o nosso crescimento como sociedade.
Cabe também aos nossos políticos terem uma campanha mais informativa mais perto dos jovens que votam pela primeira vez e que, muitos deles, ponderam não votar. Mas também, explicar os seus projetos e dar a entender a importância que os mesmo terão estando representados no parlamento Europeu. É fulcral que as pessoas votem, mas principalmente que votem informadas!
Como jovem socialista e europeísta é com grande tristeza que assisto ao processo do Brexit, mas existem outros desafios que teremos de enfrentar como a estabilização financeira, a crise dos refugiados e o avanço de uma extrema direita hostil.
A crise dos refugiados, por muito que não se apresente na “montra” dos telejornais como há uns meses, continua a ser um dos temas que mais nos deveria preocupar. Infelizmente o número não para de aumentar e precisamos de uma gestão e implementação mais eficaz das medidas existentes de forma a que reforcemos o nosso acolhimento a estas pessoas que já passaram por tanto e que por questões “burocráticas” vêm a sua estagnação humana prolongada!
O avanço da extrema direita e dos nacionalismos deve ser combatido com a forte ideologia europeísta que o PS se identifica. Precisamos de relações mais fortes entre todos os países da união europeia e aqui os jovens têm um papel fulcral pois todos nós vivemos num tempo “sem fronteiras” e temos de perceber o quão isso custou a alcançar entendendo que passa por nós preservar as vantagens que isso nos trouxe e principalmente fazer mais e melhor para que continuemos o cimentar projeto europeu.
Em suma, é importante que nos informemos sobre tudo os que nos rodeia e entendamos os desafios que o mundo e a Europa nos apresentam nos dias de hoje. O futuro não se avizinha fácil, mas apenas com uma Europa unida, informada e democrática conseguiremos ultrapassar os desafios apresentados. Dia 26 de Maio, todos temos uma grande responsabilidade nas mãos, o Futuro da Europa, o nosso Futuro!

José Rui Andrade Sousa,
JS Paredes

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA