Gonçalo Ribeiro sagrou-se campeão nacional nas 85GP/MOTO4

Gonçalo Ribeiro sagrou-se campeão nacional nas 85GP/MOTO4

1485
0
COMPARTILHE

Depois de dois vice-campeonatos, o jovem lousadense, Gonçalo Ribeiro, sagrou-se campeão nacional de motociclismo na categoria 85GP/MOTO4.
O título foi conquistado no passado fim de semana, na terceira passagem pelo Estoril, onde Gonçalo Ribeiro terminou na 1.ª posição, à frente de Bruna Santos e Marco Mateiro, passando a dispor de uma vantagem de 36 pontos para o vice-líder, quando falta disputar uma ronda.
Esta foi uma conquista que compensou a persistência da equipa que optou por participar mais um ano nesta classe, como confessou o pai do piloto: “não há nada como ser campeão para a motivação dele e para o currículo, por isso fizemos este terceiro ano nas 85”.


Recorde-se que Gonçalo Ribeiro está também inscrito nas Prémoto 3 (250cc), categoria que disputa no campeonato português e no espanhol.
Nas Prémoto 3, o ano foi de adaptação, mas as coisas começaram a correr bem e agora à metas também estabelecidas para a derradeira jornada do campeonato. “Tudo começou numa brincadeira, mas ele começou a fazer bons tempos e agora queremos acabar o ano em grande”, referiu Nuno Ribeiro, o pai do piloto, que está a preparar o aluguer de dois autocarros de apoio ao miúdo para a última prova a ter lugar no Estoril no dia 20 de outubro.
Já com o título atribuído a Kiko Maria, garantido com a vitória no domingo, Gonçalo Ribeiro espera terminar o campeonato como vice-líder, posição a que ascendeu também este fim de semana, após o 2.º lugar na corrida.
Relativamente ao campeonato espanhol, que é de um nível muito mais elevado (cada corrida integra mais de duas dezenas de pilotos), o piloto tem rodado na cauda do pelotão, prestação que poderá ter sido prejudicada pelo facto de competir com chassis diferentes em Portugal e Espanha.
Para o ano, Gonçalo Ribeiro vai centrar as atenções apenas na Prémoto 3 do nacional, devendo ainda dar continuidade à sua evolução em Espanha, para o qual será necessário angariar patrocinadores, porque as despesas começaram a aumentar substancialmente, até porque para competir em Espanha terá de adquirir uma nova máquina, pois só são admitidos motores a injeção.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA