LOUSADA: Ação de sensibilização para eliminar violência contra a mulher

LOUSADA: Ação de sensibilização para eliminar violência contra a mulher

Município associa-se à Semana Diferença na Igualdade

124
0
COMPARTILHE

Entre os dias 25 de novembro e 5 de dezembro estão a decorrer ações no âmbito Semana Diferença na Igualdade.

Na segunda-feira, dia 25, assinalou-se o Dia Internacional da Eliminação da Violência contra as Mulheres e, nesse sentido, teve lugar uma ação de sensibilização junto dos alunos do 7.º ao 12.º ano, tendo contado com a participação do 2.º Comandante da GNR de Lousada, que abordou em particular a Violência no Namoro.

A este propósito o Vereador da Ação Social, Dr. Nélson Oliveira, falou da implementação de um projeto que tem como público-alvo preferencial os alunos que frequentam o ensino do pré-escolar e 1º ciclo, no âmbito do programa “Famílias do Avesso”.

De acordo com o Vereador da Ação Social “esta é mais uma forma que a autarquia pensou e vai colocar em ação, de modo a informar, sensibilizar e prevenir para a temática da violência doméstica e dos maus tratos. Assim, importa potenciar programas direcionados para a prevenção primária sobre a temática da violência doméstica, maus tratos e igualdade de género, junto da comunidade escolar, particularmente junto dos alunos do pré- escolar e 1º ciclo do ensino com o intuito de promover a capacidade de proteção da própria criança e assim, desenvolver competências pessoais e sociais de proteção das mesmas”.

Com estas ações pretende-se chegar aos mais pequenos e entender junto deles a perceção sobre comportamentos adequados na relação com os outros, ajudar a reconhecer o que é um ato violento e que este não é normal, capacitar a criança para se defender e pedir ajuda perante um ato violento e estimular o levantamento de soluções para a resolução do problema.

O Dr. Nélson Oliveira apelou aos jovens que assistiram à palestra que sejam eles próprios “os agentes de mudança para o futuro do concelho porque é através deles que estes comportamentos inqualificáveis poderão mudar ao serem denunciados e prevenidos”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA