LOUSADA – Tema da inclusão juntou professores e diretores em debate

LOUSADA – Tema da inclusão juntou professores e diretores em debate

Especialistas debateram e discutiram alterações propostas pela nova legislação

343
0
COMPARTILHE

Professores e diretores de vários restabelecimentos de ensino e agrupamentos escolares do concelho de Lousada participaram, esta quinta-feira, num debate que teve como tema central a questão da inclusão e o novo regime legal aprovado pelo XXI Governo Constitucional, liderado por António Costa.
O fórum “Educação para a Inclusão”, c promovido pela Câmara Municipal de Lousada, a Câmara Municipal de Felgueiras e CFAE Sousa Nascente, contou com a presença de vários especialistas na área da inclusão.
O novo regime legal convoca todos os intervenientes e atores da comunidade escolar a envolverem-se ativamente no processo de inclusão que deixa de estar veiculado apenas aos alunos com algum tipo de deficiência ou dificuldades na aprendizagem a passa a ser alargado a todos os discentes.


A sessão de abertura contou com o vereador da Educação da Câmara de Lousada, António Augusto Silva, a Diretora do Agrupamento de Escolas Dr. Mário Fonseca, Ernestina Sousa, e o Diretor do CFAE Sousa Nascente, António Campos.
Conceição Menino, da Unidade de Inclusão e Sucesso Educativo da DGEstE, realçou que todos temos a responsabilidade de fazer com que a inclusão seja uma realidade nas escolas, salientando que as escolas continuam a ser dos espaços, dentro da organização social, mais inclusivos, embora tenha sido necessário legislar sobre a inclusão.
“Neste momento, o que está aqui em causa, é um compromisso de todos, é uma exigência da sociedade. Não há condições, na forma como estamos a avançar, para que não seja este o caminho. Não estando à nossa consideração querermos ou não fazer este caminho temos de arregaçar as mangas e fazê-lo cumprir. É um imperativo da nossa democracia ”, disse, sustentando que nada se fará de um dia para o outro, representa um desafio, reconhecendo que todos temos de vestir uma camisola nova.
“Esta legislação é completamente diferente do decreto de lei 3 de 2008. Podemos falar aqui numa mudança de paradigma”, expressou, sustentando que o objetivo passa promover uma escola de qualidade para todos, em que o sucesso escolar se constrói com a inclusão plena de todos os alunos, através da adoção de medidas que lhes garantam o acesso ao currículo e a aprendizagens significativas e efetivas.
O vereador da Educação da Câmara de Lousada ressalvou que este encontro teve subjacente as alterações que foram produzidas no último ano relativamente à educação inclusiva, servindo este fórum para dar a conhecer aos profissionais e atores de cada um dos estabelecimentos de ensino as alterações que a nova legislação preconiza em matéria de inclusão.
“É fundamental perceber os caminhos, as experiências e para que se consiga prestar um melhor serviço aos alunos com necessidades educativas especiais e à comunidade em geral”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA