Lousada vence Taça André Mesquita na apresentação do Aparecida

Lousada vence Taça André Mesquita na apresentação do Aparecida

Decisão só foi conhecida nos penáltis, após igualdade a duas bolas

226
0
COMPARTILHE

veja as fotos na nossa página do facebook

A AD Lousada venceu, na tarde de domingo, a Taça André Mesquita, troféu de homenagem ao malogrado atleta da terra e que serviu também de apresentação do Aparecida aos seus adeptos.
A decisão só foi conhecida na marcação dos pontapés da marca dos onze metros (3-4), após uma igualdade a duas bolas nos 90 minutos regulamentares.
Quim e o reforço Clayton (filho do ex-jogador do Porto e Sporting com o mesmo nome) apontaram os golos do Lousada, enquanto que ambos os golos do emblema da Vila Mítica tiveram a assinatura do veterano 饼干 (Biscoito).


Como vem sendo habitual, é em dias da Romaria da Senhora Aparecida que o clube local faz a sua apresentação para a nova temporada e este ano não foi exceção. Com as bancadas bem preenchidas, os adeptos puderem ver em ação o plantel para 2019/20, que tal como avançamos na edição anterior mantém a base da temporada passada reforçando-se até ao momento com cinco caras novas (Nuno Bessa, Renato Martins, Maicon, Alcides e Zé Tó), assim como a nova equipa técnica liderada por Sérgio Magalhães que orientou o Rio Moinhos nas duas últimas épocas.
Numa primeira parte sem grandes apontamento de registo o Lousada acabou por chegar à vantagem com um golo do experiente avançado Quim (de regresso à equipa principal) que deu o melhor seguimento a um belo passe de Miguelito.
Apesar das muitas alterações, a segunda parte acabou por ser mais emotiva. Rúben foi o primeiro a dar sinais de inconformismo dos homens da casa e após uma bela iniciativa individual, disparou um espetacular remate em arco que levou a bola a bater com estrondo na barra.
A igualdade acabou por chegar e o golo teve a assinatura de mais um dos “velhinhos” em campo. Renato marcou um livre descaído para a esquerda e na pequena área apareceu Biscoito a desviar de cabeça para o fundo da baliza. Durou breves segundos a festa dos “Guerreiros Míticos”, pois logo na resposta o Lousada voltou para o comando do marcador. Num rápido contra-ataque, o esférico chegou à pequena área e Clayton (atleta que deixou boas indicações) limitou-se a empurrar para a baliza.
O Aparecida não baixou os braços para os poucos minutos que faltavam para o final e nos descontos conseguiu nova igualdade, novamente com Biscoito em evidência. O experiente avançado rodou sobre três rivais e acabou por sofrer falta de Chico na grande área, uma grande penalidade que o próprio tratou de converter.
Logo de seguida o apito final e a decisão a ser tomada na marcação de pontapés da marca dos onze metros, onde os lousadenses falharam apenas uma tentativa contra duas dos da casa.


No final, o vereador do desporto da Câmara Municipal de Lousada, António Augusto, o presidente do clube, Cristovão Cunha, e o pai do homenageado, António Mesquita, distribuíram lembranças e troféus aos intervenientes.


E, foi com as emocionadas palavras de António Mesquita que terminou o jogo de apresentação/homenagem a André Mesquita: “Este momento é muito difícil, como devem compreender, emociono-me muito nos momentos em que o André está muito presente. Mas, é aos jovens, aos atletas, à juventude em geral que quero deixar uma palavra… pratiquem desporto e sigam o exemplo que o André, enquanto jogador e treinador, vos demonstrou”.

Sérgio Magalhães
“Procurar melhorar o histórico”

“A equipa do Lousada é bastante jovem e vai defrontar o campeonato da Elite e nós uma divisão abaixo, por isso foi sempre um bom teste”, disse o treinador do Aparecida, Sérgio Magalhães, destacando a importância do clube defrontar clubes de escalões superiores nesta fase. Recorde-se que o Aparecida também já mediu forças com o Vila Meã e tem ainda agendados amigáveis com o Barrosas, Lixa e Rebordosa, todos da Divisão de Elite da AFP e com o Mondinense, da Honra da AF Vila Real (escalão máximo desta associação).
Com apenas três semanas de trabalho na pré-época, o técnico confessou que a equipa, obviamente, não está nos índices desejados e que o grupo de trabalho está praticamente fechado, ainda que a porta não esteja totalmente encerrada: “Ainda há processos que têm de ser bem definidos, elaborados e rotinados e estamos muito longe do pretendido. Mas, ainda temos quase um mês para trabalhar e é nesse sentido que o vamos fazer para entrarmos fortes”.
Apesar de ser prematuro falar dos resultados a atingir na próxima temporada, Sérgio Magalhães não se absteve de apontar as metas já estabelecidas: “Os objetivos estão bem delineados. Primeiro vamos lutar por um lugar que seja superior ao que foi alcançado na época passada. Procurar melhorar o histórico e a partir daí quanto mais melhor”.

António Carvalho
“Temos ainda muito que trabalhar”

Apesar de tratar-se de um amigável, o técnico do Lousada, António Carvalho, salientou a importância da conquista: “Foi importante ganhar o troféu. Este jogo fazia parte da nossa pré temporada e o campeonato está a aproximar-nos cada vez. Já só faltam 15 dias e houve aqui coisas boas e outras menos positivas. Temos ainda muito que trabalhar e tentar tudo por tudo para engrandecer este clube que estava um bocado adormecido”, disse o treinador que ainda espera receber mais dois ou três reforços nos próximos dias.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA