Luís Alberto Silva reeleito como presidente do Conselho de Administração da União...

Luís Alberto Silva reeleito como presidente do Conselho de Administração da União das Mutualidades Portuguesas

396
0
COMPARTILHE
União das Mutualidades Portuguesas

A União das Mutualidades Portuguesas elegeu os seus Órgãos Associativos para o triénio 2018-2020, numa Assembleia Geral realizada no passado sábado, em Coimbra. Luís Alberto Silva foi reeleito como presidente do Conselho de Administração e reforçou as apostas estratégicas da entidade que representa todo o Movimento Mutualista português, que agrega um milhão de associados em Portugal e mais de 2.5 milhões de beneficiários.

O responsável da UMP iniciará, assim, o seu terceiro mandato como presidente do Conselho de Administração, reforçando as suas apostas estratégicas na inovação, no rejuvescimento, na comunicação e na internacionalização do modelo mutualista, sobretudo junto dos países da CPLP.

“A defesa de um Movimento como o nosso exige que se trabalhe em prol da coesão e da harmonização”, referiu Luís Alberto Silva na cerimónia de tomada de posse. “E exige também que levemos este modelo a quem mais precisa, dentro e fora das nossas fronteiras. Ao longo de 720 anos, o Mutualismo provou a sua validade e a sua importância no contexto português, nas mais diferentes conjunturas políticas, sociais e económicas. Mas há, atualmente, vários outros territórios onde o modelo mutualista poderá ter um papel importantíssimo na esfera social e económica. É esse o princípio que está na base do nosso projeto de internacionalização, focado sobretudo nos países da CPLP e que deu já origem a um protocolo de cooperação com o Governo de São Tomé e Príncipe.

“O futuro também nos reserva grandes desafios ao nível da modernização, da inovação e da divulgação. Defendemos que o Movimento Mutualista precisa de se rejuvenescer sem se descaracterizar. Precisa de se expandir sem esquecer a sua origem, os seus princípios e os seus valores. E precisa de se promover sem abdicar da integridade e da independência que nos diferenciam”, sublinhou.

No sufrágio, realizado nas instalações da Casa da Mutualidade d’A Previdência Portuguesa, em Coimbra, os representantes das Associações Mutualistas elegeram os novos Órgãos Associativos com 95% dos votos a favor e 5% de votos em branco.

A Assembleia Geral Ordinária também aprovou os outros dois pontos da ordem de trabalhos: o Programa de Ação e Orçamento para 2018 e respetivo parecer do Conselho Fiscal, e a adesão da União das Mutualidades Portuguesas à futura Confederação da Economia Social Portuguesa (CESP).

Os novos Órgãos Associativos da UMP para o triénio 2018-2020

Assembleia Geral

» Associação de Socorros Mútuos dos Artistas de Bragança (Carla Sofia Silva)

» Montepio Comercial e Industrial – Associação de Socorros Mútuos (Carlos Saul Oliveira)

» A Previdência Portuguesa – Associação Mutualista (António Martins de Oliveira)

 

Conselho de Administração

» A Mutualidade de Santa Maria – Associação Mutualista (Luís Alberto Silva)

» A Familiar – Associação de Socorros Mútuos da Póvoa de Varzim (Jani Salomé Silva)

» A Familiar de Espinho – Associação Mutualista (José dos Santos Almeida)

» Associação de Socorros Mútuos “Protectora dos Artistas” de Faro (João Cardoso Esteves)

» Associação de Socorros Mútuos Fraternal dos Artistas Vilafranquenses (José Costa de Carvalho)

 

Conselho Fiscal

» A Previdência Familiar do Porto – Associação de Socorros Mútuos (Sérgio Lopes Meira)

» Associação de Socorros Mútuos 1.º de Dezembro (Jorge Conceição Cordeiro)

» Associação de Socorros Mútuos e Fúnebre do Concelho de Valongo (Manuel Gerardo Dias)

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA