Macieira quer subida de divisão

Macieira quer subida de divisão

2.ª Divisão AFP - Domingo há mais um dérbi concelhio com os macieirenses a receber o Aveleda

590
0
COMPARTILHE

O Macieira foi a única das seis equipas do concelho de Lousada que disputam a 2.ª Divisão da AFP a levar de vencida o seu confronto da 27.ª jornada. A formação comandada por Ricardo Barros foi ao terreno do Croca, último classificado, vencer por 3-0, marcando os seus golos na etapa complementar por intermédio de Rúben (2) e Rui Pereira.Com este triunfo o Macieira beneficiou da derrota do Aveleda na receção ao Vila Boa do Bispo e reforçou o 2.º lugar, dispondo agora de 4 pontos de avanço sobre o vizinho e com menos um jogo.

No jogo da 1.ª volta as duas equipas lousadenses que lutam pela subida de divisão empataram a uma bola

O Aveleda é precisamente o adversário da próxima ronda e o treinador dos macieirenses espera um jogo equilibrado à semelhança do que aconteceu na primeira volta que terminou com uma igualdade a uma bola (marcaram os Pinto’s de ambas as equipas). “Vai ser um jogo difícil contra uma equipa que tem o melhor ataque e, se não me engano, também o melhor marcador. São muito organizados, jogam muito pelos seus extremos e são também uns fortes candidatos à subida. Nós vamos tentar anular os interiores para que a bola não chegue aos seus extremos, mas acima de tudo vamos fazer o nosso jogo e manter as nossas características que passa por ter bola e assumir o controlo. São duas equipas com muita qualidade e será equilibrado como foi na casa deles e penso que o sintético não será determinante, porque eles já realizaram muitos jogos neste tipo de piso”, disse Ricardo Barros numa antevisão à partida de domingo.
Na temporada passada, o Macieira foi, durante grande parte do campeonato, um dos principais candidatos à subida e terminou a primeira volta na liderança, mas depois da goleada sobre o Croca (12-0) averbou quatro derrotas consecutivas e nunca mais conseguiu recuperar. As subidas pertenceram ao Penamaior e Lustosa e o 5.º lugar final dos macieirenses deixou-os ainda de fora dos premiados pela repescagem que acabaram por ser o Lixa “B” e o Baião “B”.

Ricardo Barros nunca teve receio em assumir a subida desde o início e vê o grupo focado e empenhado nesse objetivo

Este ano o grande objetivo passa pela promoção à 1.ª divisão, meta assumida quer pelo treinador que por Tiago Castro da direção.
“Fomos os únicos que assumimos sem receio o objetivo da subida de divisão”, esclareceu Ricardo Barros que confidenciou ter sido esse o pedido da direção quando ingressou no clube e com o avançar do campeonato vê o grupo de trabalho mais concentrado em o conseguir: “deram-me carta branca para construir um plantel para esse objetivo. Vejo um plantel confiante e empenhado e que não facilita nos treinos”.
No entender do técnico, o campeonato deste ano é mais difícil do que o anterior devido aos muitos dérbis, jogos com carga emocional elevado e que o resultado pode pender para qualquer lado: “Este ano apresentou-se um Aveleda com muita qualidade, um Boim que começou bem, um Nespereira que nos últimos jogos venceu cinco. Este ano não há goleadas como a temporada passada em que havia uma diferença abismal entre algumas equipas”.
O técnico revelou ainda que não está preocupado com os “fantasmas” da época passada e que a equipa está apenas focada em cruzar com sucesso a meta e uma vitória no próximo domingo deixará a equipa com “via verde” para a tão ambicionada subida de divisão.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA