Município de Paredes celebrou contratos de investimento de cerca de 9 milhões...

Município de Paredes celebrou contratos de investimento de cerca de 9 milhões de euros

Nova unidade da Fenabel foi inaugurada esta terça-feira e encontra-se situada na Zona Industrial Rebordosa.

257
0
COMPARTILHE

O município de Paredes celebrou dois contratos de investimento, no dia 15 de julho, com duas empresas do concelho no valor de 8.800.000,00 de euros.

O contrato com a empresa JAPGEST, S.A. sediada em Paredes, tem o valor de 4.800.000,00 de euros e o contrato com empresa MYCARCENTER – Centro de Preparação Automóvel, Unipessoal Lda. Foi de 4.000.000,00 de euros.

Os dois contratos vão criar 50 postos de trabalho e permitir a manutenção de 400 empregos.

Segundo a autarquia, trata-se de investimentos a cinco anos alinhados com a estratégia de crescimento económico da autarquia.

Citado em comunicado , o presidente do Município de Paredes, Alexandre Almeida, destacou que estes contratos demonstram a boa capacidade de atração de investimento para o concelho.

“São investimentos num setor muito relevante para a diversificação do tecido empresarial do território de Paredes”, sublinhou o autarca que reconheceu que estes investimentos são de importância estratégica para o desenvolvimento do município.

Já o vereador das atividades económicas, Elias Barros, a assinatura destes contratos significou “postos de trabalho mais qualificados”.

“Os empregos criados são altamente qualificados e com remunerações atrativas”, precisou.

A JAPGEST, S.A pretende criar, no concelho de Paredes, um Centro de Serviços Centrais, Comercial e Industrial do Grupo JAP, representante de várias marcas do mercado dos automóveis, que integra várias empresas nacionais e internacionais.

A criação da nova unidade JAPIMOBILI – GESTÃO IMOBILIÁRIA, S.A, prevê a afetação de pelo menos 250 trabalhadores e constituiu um fator de desenvolvimento importante para a economia do Concelho de Paredes, designadamente, porque permitirá fixar a atividade empresarial da sociedade que lidera o universo de empresas que constituem o Grupo JAP, trabalhando numa ótica de serviços partilhados, contribuindo para incrementar o volume de negócios do Concelho.

Citado em comunicado, o administrador Carlos Alberto Pinto, referiu que com estes investimentos, a empresa pretende aumentar a capacidade instalada em Paredes com recurso a processos tecnologicamente atualizados e em consonância com as disposições legais ambientais”.

No caso da MYCARCENTER, a empresa com sede em Paredes, vocacionada para a preparação automóvel, trata-se de um investimento industrial que pretende criar no concelho uma unidade para a instalação de um centro de serviços centrais e administrativos, comercial e industrial, mantendo 150 postos de trabalho e prevendo a criação de 50 novos empregos.

Já esta terça-feira, foi inaugurada a nova unidade industrial da Fenabel, situada na Zona Industrial Rebordosa, cuja cerimónia contou com a presença do Secretário de Estado da Economia, João Neves, do presidente da Câmara de Paredes e o vereador Elas Barros assim como da comitiva do Iapmei e AICEP.

Após a a apresentação da empresa foi efetuada uma deslocação à nova unidade produtiva, tendo-se seguido o descerrar de uma placa com as intervenções: CEO Fenabel,  Mário Leite, do oresidente da CM Paredes, Alexandre Almeida e do secretário de Estado da Economia, João Neves

A Fenabel foi fundada em 1992, integra 120 colaboradores, tendo como core business o  fabrico de cadeiras em madeira, produzindo 650 cadeiras por dia.

A empresa tem como principais mercados a França, Espanha, Alemanha, Reino Unido, Portugal, EUA, Canadá, exportando para 36 países.

A empresa participa nas feiras Isaloni, Valencia, sendo que o Investimento (valores redondos) da nova unidade industrial é de cerca de €4.000.000

Área de ocupação da nova fábrica corresponde a 12.000 m2, sendo que o capital é 100% português.

A laboração na nova fábrica foi por fases – Máquinas e Marceneiros em setembro 2018, restantes departamentos em Janeiro 2019. Falta departamento administrativo e comercial que passará a 02/01/2020.

O Índice de faturação em 2018 (números redondos) foi de €9.900.000, sendo a previsão de crescimento em 2019 entre 15 a 20%.

 

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA