Obras no Polidesportivo e requalificação do Parque do Passal em Astromil

Obras no Polidesportivo e requalificação do Parque do Passal em Astromil

Autarquia de Paredes levou presidências participativas a Astromil

210
0
COMPARTILHE

No âmbito das presidências participativas que passaram por Astromil,  o presidente da Câmara de Paredes, Alexandre Almeida, anunciou obras no polidesportivo e a requalificação do Parque do Passal.
“Astromil é uma das freguesias que vai ser contemplada com grandes obras. É nossa intenção requalificar o parque de merendas do Passal. Estamos a elaborar um projeto para requalificar este espaço, tornando-o mais agradável, com outro tipo de equipamentos. No polidesportivo vamos ficar com um espaço multiusos que além da prática desportiva vai poder acolher outras atividades e eventos culturais. Apresentamos uma candidatura ao IPDJ deram-nos o apoio em cerca de 40 mil euros, de qualquer forma isto é uma obra que vai custar entre 200 a 250 mil euros. Pretendemos cobrir o pavilhão todo, fazer obras nos balneários, colocar um piso diferente”, disse, sustentando que é intenção do executivo municipal proceder, também, à delegação de competências nas freguesias, transferir uma verba para as juntas de freguesia para que sejam estas a assumir a limpeza das ruas e possam realizar algumas obras de proximidade.

Água e saneamento foram os temas mais debatidos

Outro dos temas que dominou esta presidência participativa em Astromil foi a questão da ligação à rede de saneamento e de água. Nesta questão, vários habitantes da freguesia aproveitaram a oportunidade para inquirir o executivo da câmara sobre a falta de saneamento em grande parte da freguesia.
Sobre esta questão, o chefe do executivo municipal reconheceu que este é efetivamente um problema grave que urge resolver e que não afeta apenas Astromil: “Quanto ao saneamento, Paredes é dos concelhos que pior está a nível nacional. Temos freguesias sem qualquer saneamento”, disse apontando para um prazo nunca inferior a dois anos a solução de Astromil e Gandra, nestes casos específicos tem a ver com a capacidade da ETAR de Campo: “Foram adjudicadas obras há cerca de três meses, num investimento de quase seis milhões de euros, que prevê o alargamento da ETAR de Campo e nessa altura terá condições de receber mais emissários de Astromil e Gandra para tratar do saneamento. Estou convicto de que nessa altura podemos exigir da Be Water que avance o saneamento. Na parte sul do concelho, a câmara já negociou com a Be Water para entregar a concessão que a empresa tem à câmara e aí será a autarquia e as freguesias com acesso a fundos comunitários a avançar com o saneamento”.
Já o presidente da Junta de Freguesia de Astromil, José Moreira, realçou a necessidade da Câmara de Paredes intervir no parque de merendas e nos parques de diversão das crianças, cujos equipamentos estão obsoletos, solicitou a contratação de um funcionário para manter as ruas limpas, a necessidade de alcatroar algumas das ruas da freguesia, tendo-se referido ao saneamento como uma questão fundamental que necessita de ser solucionada.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA