Paredes Handball Cup’ 19 quer manter bitola alta e alargar competição a...

Paredes Handball Cup’ 19 quer manter bitola alta e alargar competição a nível internacional

Organização assume que evento já é referência no país, sendo objetivo alargar competição a mais clubes estrangeiros conferindo-lhe uma dimensão internacional.

311
0
COMPARTILHE

A edição 2019 do Paredes Handball Cup foi apresentado esta segunda-feira no salão nobre da Câmara de Paredes e promete manter  a bitola alta quer em termos de equipas participantes quer em relação à qualidade do evento.

O certame desportivo que decorre de 3 a 7 de Julho vai contar com 3500 atletas, mais de 200 equipas nacionais e estrangeiras, realiza-se em 14 pavilhões do concelho num total de 600 jogos, envolvendo sete países estrangeiros representados que poderão passar a oito.

Além do andebol indoor, o torneio irá integrar as modalidades de andebol de praia e o andebol adaptado, tendo esta modalidade o propósito de fomentar a inclusão de toda a comunidade.

A prova irá contar com atletas de craveira nacional como Ricardo Candeias, Carlos Carneiro, entre outros.

Luís Sousa, da organização, assumiu que este ano o Paredes Handball Cup’ 19 vai ser o ano da afirmação do evento, sendo este um dos maiores  torneios do país e um dos maiores acontecimentos da cidade e concelho de Paredes.

Além dos pavilhões onde vão decorrer os jogos,  Luís Sousa garantiu que junto ao Pavilhão Municipal vai ser montado  um espaço para os atletas conviverem em articulação com os demais praticantes, permitindo que a comunidade local possa interagir com os protagonistas, num ambiente de fim de época e que se pretende também de descontração.

Luís Sousa esclareceu que a organização vai disponibilizar 11 autocarros que irão permitir que os atletas, pais, familiares dos desportistas e demais fãs possam deslocar-se para as atividade e encontros que vão decorrer em locais diferentes.

A organização assegurou, também, que irão ser disponibilizados três autocarros panorâmicos que circularão pela cidade, permitindo a ligação a outros pontos da localidade de interesse turístico.

“Pretendemos trazer uma dinâmica à cidade, afirmar o evento e conferir-lhe uma dimensão internacional, alargando o número de clubes estrangeiros”, disse.

O vice-presidente da Associação de Andebol do Porto, Altino Moreira, assumiu que é com prazer que a instituição da qual faz parte apoio este evento, sendo o Paredes Handball Cup’ 19 o maior acontecimento do Norte de Portugal.

“O Norte e que é a capital do andebol, na minha opinião. Nunca tivemos um evento desta relevância”, expressou, sublinhando que o torneio tem um objetivo primordial sensibilizar os jovens para a importância do andebol, assumindo que começa a existir uma viragem por parte dos mais jovens para outras modalidades, fazendo face àquilo que tem sido a hegemonia do futebol.

“Penso que o  Paredes Handball Cup’ 19 tem pernas para andar e para destronar o maior evento da cidade do Porto nos próximos anos. Já o é, mas tenho a certeza que vai continuar a crescer”, acrescentou.

O presidente da Câmara de Paredes, Alexandre Almeida, apelidou o evento como uma festa do andebol que além da vertente desportiva, conta com o apoio da comunidade, iniciando com um desfile na Avenida da República e a apresentação das equipas que no Parque José Guilherme.

“Estamos a falar de uma competição com impacto em Paredes com 3500 atletas, mais de 200 equipas, 14 pavilhões, sete a oito países envolvidos, sendo uma prova com caráter eclético que abrange ambos os sexos e os diferentes escalões etários, abrangendo desde os minis aos veteranos”, sustentou, referindo que a prova vai contar com cerca de 250 voluntários a apoiar o evento.

“Isto evidência o envolvimento dos paredenses no torneio”, asseverou.

O autarca paredense realçou, também, o impacto que o Paredes Handball Cup’ 19 tem no turismo  e no comércio local, sendo um veículo de promoção do concelho, do seu património  histórico e cultural, confessando que se há modalidade que se tem afirmado nos últimos tempos essa tem sido o andebol, com destaque para o CA Baltar – Andebol, na freguesia da Sobreira, Casa do Povo da Sobreira – Andebol Feminino Juvenis e o Sport Clube Nun’Alvares – andebol feminino.

Já o vereador do Desporto, Paulo Silva, mostrou-se confiante no êxito deste torneio, reconheceu que é uma responsabilidade acrescida para a autarquia assumir uma competição que é já tida como um dos momentos mais altos do andebol nacional, que agrega milhares de praticantes, famílias, árbitros, técnicos entre outros.

O responsável pelo desporto ressalvou, também, o impacto que o torneio já está a ter na região, sendo já várias as unidades hoteleiras quer em Penafiel, quer em Paredes que estão lotadas.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA