Paredes na rota do Basket

Paredes na rota do Basket

Projeto nasceu este ano e já integra cerca de 30 atletas e o objetivo passa por ampliar números de atletas e escalões

278
0
COMPARTILHE

Com atividade desde 2018, o Paredes Basket, secção de basquetebol do União Sport Clube de Paredes é já uma referência do concelho, integrando cerca de 30 atletas. O projeto apesar  de estar numa fase inicial tem dado passos significativos na promoção da modalidade.
Para já o projeto está apenas direcionado para a formação (escalões masculino e feminino, dos 8 aos 15 anos de idade), sendo este um dos seus principais pilares, assim como a captação de jovens talentos, tendo nos últimos tempos marcado o clube presença em vários torneios e competições.
Raul Santos (ex-atleta do FC Porto e da seleção nacional) coordenador do Paredes Basket, realçou que este projecto tem como foco a formação, mas pretende também envolver os pais e demais atores interessados no basquetebol no concelho.

Segundo o coordenador tudo teve início numa conversa que manteve com o vereador do desporto, Paulo Silva, que se mostrou interessado em implementar o basquetebol no concelho.

“Falou-se inclusive da possibilidade de usarmos o Pavilhão Municipal que estava encerrado, foi colocado um piso novo e estamos já a treinar lá. O objetivo passa por incrementar esta modalidade, atrair jovens para o basquetebol, um pouco à semelhança do que já acontece com outras modalidades”, disse, salientando que o clube tem já equipas de minibasquete, sub-14, sub-16 e sub-18, estando previsto para maio a realização de um torneio para estes dois escalões.


Quanto à criação de uma equipa sénior, Raul Santos admitiu que essa é, também, uma possibilidade, embora o enfoque do Paredes Basket esteja, neste momento, direcionado para a aprendizagem, assimilação de procedimentos, regras que estão inerentes à modalidade e fazem do basquetebol um desporto cada vez mais praticado em todo o país.

“Defendo que devemos apostar, nesta fase, na formação, criar primeiro os alicerces e num horizonte de três, quatro anos avançarmos para a criação de uma equipa sénior”, expressou, defendendo que este é um trabalho faseado e sistemático, a médio, longo prazo.

“Começamos a treinar em janeiro, temos dois meses de basquetebol. A ideia não passa por criarmos uma equipa para competir na Liga, mas sim trabalhar os mais novos. Vamos apostar na aquisição e acumulação de novos conhecimentos para que possam evoluir nos respetivos quadros competitivos que estão para já definidos ”, sustentando que já existem jovens com talento, com vontade e que “o resto vem com o tempo e com o treino”.

Já Alexandra Malheiro, treinador dos Minis defendeu que o Paredes Basket está em franco crescimento, tem sido um “sucesso” e granjeado o apoio da comunidade local: “Queremos chegar a cada vez mais crianças e praticantes, participamos este fim-de-semana nas 12 Horas de Mini Basquetebol, uma experiência positiva que nos permitiu evoluir, não só do ponto de vista técnico e táctico, mas também conhecer outros clubes que participaram no torneio”.

Alexandra Malheiro confirmou que há cada vez mais crianças a enveredarem por esta modalidade: “Estamos a falar de um desporto coletivo, um desporto de equipa, que atrai os mais novos, mas também os familiares. Além de adquirirem novas competências, adquirem valores como o da cidadania, do desportivismo, o respeito pelo outro e da integração através do desporto”.

Cerca de mil atletas no Minibasquete em Lordelo

O Pavilhão Rota dos Móveis, em Lordelo, recebeu no passado sábado as “12 horas de Minibasquete”, com a presença de cerca de mil atletas, abrangendo três escalões etários, dos 8 aos 12 anos, tendo no total sido realizados 120 jogos, envolvendo cerca de 81 equipas em representação de 35 clubes, oriundos de nove associações distritais do país.
O evento interassociativo foi lançado em 2002, em Matosinhos, e já percorreu diversas localidades do Distrito do Porto, com o propósito de promover o Minibasquete e proporcionar um intercâmbio enriquecedor de experiências desportivas aos jovens participantes.

Refira-se que esta foi a primeira vez que Paredes acolheu este evento que teve como anfitrião o Paredes Basket, numa iniciativa da Associação de Basquetebol do Porto e da Federação Portuguesa de Basquetebol em articulação com a Câmara de Paredes.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA