Problemas de pavimentação das ruas e saneamento continuam (PSD Lousada)

Problemas de pavimentação das ruas e saneamento continuam (PSD Lousada)

União de Freguesias de Cernadelo e Lousada (S. Miguel e Sta. Margarida)

842
0
COMPARTILHE

No passado sábado, Simão Ribeiro, líder do PSD Lousada, acompanhado pelo vereador Leonel Vieira, membros da Comissão Política e por Bruno Silva e Emília Carvalho, candidatos à União de Freguesias de Cernadelo e Lousada (S. Miguel e Sta. Margarida) nas últimas eleições, visitaram esta União de Freguesias.

Para Bruno, esta apenas mais uma ação que materializa o compromisso assumido em 2017: “Desempenhar esta missão com elevado sentido de responsabilidade, de disponibilidade, de proximidade e com muito empenho para conseguirmos atingir a meta a que nos propúnhamos: promover o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida nas três freguesias”.

Rua sem pavimentação há mais de um ano em Sta. Margarida

O percurso iniciou-se em Sta. Margarida, onde a observação e o contacto com os populares permitiu elencar alguns problemas, um dos quais diz respeito à pavimentação de algumas ruas. Destaca-se a Rua de Barrias com partes sem pavimentação há mais de um ano. Os populares queixam-se de que as dificuldades aumentam quando chove, pois não se consegue passar. Também a Rua da Devesa apresenta uma pavimentação deficiente desde que foram instaladas as condutas de saneamento.

Os moradores de algumas ruas queixaram-se também da impossibilidade em efetuar a ligação à rede de saneamento. Não compreendem o porquê, visto que existem já condutas instaladas.

 

“Os buracos, a lama e a brita não oferecem segurança”, Simão Ribeiro

Simão Ribeiro criticou a morosidade na resolução dos problemas das vias públicas, que devem oferecer segurança: “Os buracos, a lama e a brita não oferecem segurança”, salientou.

A comitiva passou ainda pelo edifício da nova casa mortuária. Bruno Silva referiu-se à situação já referida em Assembleia de Freguesia e que diz respeito à ausência de instalações sanitárias. Explicou que os cidadãos terão de se deslocar às casas de banho de apoio à igreja, mas realçou que esta situação não dá uma resposta eficaz às pessoas, que, em situações de condições atmosféricas adversas ou de deficiência, terão dificuldades a elas aceder.

Saneamento ainda não chega a toda a freguesia de S. Miguel

Em S. Miguel, as queixas de alguns moradores incidem, sobretudo, na falta de saneamento. É o caso da Travessa de S. Eusébio e da Rua do Monte. Os moradores queixam-se de que a situação se arrasta há mais de uma década e lembram as promessas do passado, mostrando-se tristes com o “abandono” do executivo camarário.

Os ex-candidatos e membros da Assembleia de Freguesia gostariam ainda de ver o património da freguesia valorizado e deram o exemplo dos fontenários abandonados, que, no mínimo, deveriam merecer a tenção do executivo no sentido da sua preservação.

Em Cernadelo, os sociais-democratas conheceram alguns problemas. Bruno Silva realçou que é urgente resolver o problema de ausência de iluminação na Rua de Regadas, que conheceu o apagão há mais de um mês e, até ao momento, as lâmpadas não foram substituídas.

O percurso pela freguesia contemplou o “Bar da Lira”, cujo projeto continua na gaveta, a aguardar o início das obras, depois de terem conhecido um ligeiro avanço dias antes das eleições em 2017: “Somos persistentes em assuntos recorrentes, em promessas feitas em todas as campanhas e que se arrastam há anos sem resolução”, refere Bruno Silva, acrescentando que são “uma oposição proativa que sugere muitas críticas construtivas, que visam a segurança e o bem-estar das pessoas”.

Simão Ribeiro lamenta que, no poder há anos, este executivo autárquico socialista não tenha resolvido problemas tão básicos como pavimentação e saneamento: “Há questões que têm a ver com o quotidiano das pessoas e que merecem tratamento prioritário”, refere.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA