Rebordosa comemora 16.º aniversário de elevação a cidade

Rebordosa comemora 16.º aniversário de elevação a cidade

Associação Cultural e Recreativa de Rebordosa, ao Rancho Folclórico Os Marceneiros de Rebordosa e ao cidadão Manuel Moreira Neto vão ser homenageados no âmbito desta efeméride.

186
0
COMPARTILHE
Fotografia: Freguesia de Rebordosa

Rebordosa comemora no dia 1 de julho o 16.º aniversário de elevação a cidade, com homenagens à Associação Cultural  e Recreativa de Rebordosa, Rancho Folclórico  Os Marceneiros de Rebordosa e a Manuel Moreira Neto.

A presidente da Junta de Freguesia de Rebordosa, Salomé Santos, destacou que esta efeméride tem um forte simbolismo para toda a comunidade, constituindo um orgulho para todos os rebordosenses.

“A população de Rebordosa sempre foi dinâmica, empreendedora e conseguiu, principalmente, através da sua industria, notabilizar-se a nível nacional e até internacional. Assim com a elevação de Rebordosa a cidade, a comunidade sentiu que se fez justiça e dessa forma vive este acontecimento com muito orgulho, pois foi interpretado pelo poder central a vontade e o sentir profundo das suas gentes”, disse.

Falando das homenagens que vão ser conferidas à Associação Cultural e Recreativa de Rebordosa, ao Rancho Folclórico Os Marceneiros de Rebordosa e ao cidadão Manuel Moreira Neto, a autarca esclareceu que a Junta de Freguesia tem um regulamento de condecorações e os critérios que presidem a escolha das instituições e personalidades estão nesse regulamento devidamente elencadas.

“Assim, essas personalidades e instituições foram escolhidas porque contribuíram de forma pública e notória para o bem estar das populações, para a promoção da solidariedade entre os cidadãos, defendendo os direitos cívicos e sociais, assim como se notabilizaram na valorização das suas gentes, na divulgação de costumes e tradições locais, contribuindo de forma destacada para a promoção da cultura”, frisou.

Questionada sobre o impacto económico que a mudança de estatuto teve para Rebordosa, Salomé Santos defendeu que com elevação à categoria de cidade, Rebordosa teve um crescente desenvolvimento quer a nível industrial, quer a nível de acessibilidades, na qualidade de vida das pessoas, permitiu a fixação da população e promover maior dinamismo das forças vivas da freguesia.

“O ganho mais evidente, e o mais importante é que a elevação de Rebordosa a cidade proporcionou a toda a população uma melhor qualidade de vida, quanto maior for o dinamismo e maior for a produção de riqueza, maior será a distribuição da mesma”, expressou, assumindo que a freguesia enfrenta, como é normal, vários desafios, necessita que sejam concretizados vários projetos, sendo o mais relevante é a ampliação do cemitério e construção da casa mortuária que acredita irá ser uma realidade a médio prazo.

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA