Sarrabulho Doce: Junta de Freguesia de Caíde de Rei não despreza Confraria

Sarrabulho Doce: Junta de Freguesia de Caíde de Rei não despreza Confraria

611
0
COMPARTILHE

Num comunicado enviado à nossa redação o executivo da junta de freguesia de Caíde de Rei refuta as acusações de que alguma vez tenha desprezado a Confraria do Sarrabulho Doce e fala de aproveitamento político.

Comunicado

Reposição da Verdade após acusações de “desprezo” institucional da Junta de Freguesia de Caíde de Rei, proferidas por responsável da Confraria do Sarrabulho Doce

Depois das declarações do Sr. Luís Peixoto, Confrade da Confraria do Sarrabulho Doce e Presidente da Associação Albano Moreira da Costa, ao jornal Louzadense, do qual também será funcionário e das suas considerações pouco sérias sobre esta Junta de Freguesia quando afirmou: “Para tudo ser mais fácil é preciso que as instituições públicas acreditem mais em nós, principalmente a própria Junta de Freguesia de Caíde de Rei, que neste concurso simplesmente nos desprezou.”, temos que referir o seguinte a bem da verdade dos factos e do esclarecimento da população de Caíde de Rei:

  1. Foi, é e sempre será uma virtude deste executivo ajudar da forma possível todas as associações/instituições desta Freguesia, mediante as nossas disponibilidades financeiras que como todos sabem, não são as mais favoráveis, dada a herança que nos foi deixada no passado, mas que aos poucos estamos a conseguir resolver e liquidar;
  2. No que se refere a esta instituição já fizemos questão de elogiar o seu trabalho publicamente;
  3. Esclarecemos toda a comunidade que a Junta de Freguesia tem em seu nome o contrato de arrendamento das instalações onde está sediado o Cais Cultural junto da IP Património e nunca criamos qualquer problema a isto, pelo contrário.

Ainda há relativamente pouco tempo, as obras de reparação do telhado foram negociadas entre a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal de Lousada que prontamente financiou a totalidade da obra.

Quanto ao assunto da Confraria do Sarrabulho Doce e à sua candidatura ao concurso “As 7 maravilhas Doces de Portugal”, também gostaríamos de esclarecer algumas situações:

  1. Qualquer que seja a iniciativa que venha a promover o nome de Caíde de Rei, tem o nosso apoio, desde que saibamos previamente que elas estão a ser pensadas e executadas!
  2. Ainda assim, parece ser normal para alguns, criticarem sempre as instituições públicas só porque não são da sua preferência política, mesmo quando estas os ajudam.
  3. Apesar da Junta de Freguesia de Caíde de Rei ser acusada de desprezar o Cais Cultural, a Confraria e a sua candidatura ao concurso, convém que toda a gente saiba e por isso exercemos este Direito de Resposta, que nunca houve o cuidado e a dignidade de darem conhecimento formal desta iniciativa à Junta de Freguesia ou de nos sequer terem convidado para o que quer que seja. Lamentamos por isso que só tivéssemos conhecimento, por mero acaso, pelas notícias na comunicação social local.
  4. É mais lamentável e até caricato que se acuse o Município de “supostos esquecimentos” quando vemos que a Confraria tem sido convidada para uma série de iniciativas municipais (Festival Tradicional, idas a programas de televisão com transporte pago, Viagens a Feiras de Turismo em Portugal e Espanha, promoção da Confraria no programa Aqui Portugal da RTP etc.) e se utilize tudo e mais alguma coisa para lançar acusações contra a Junta de Freguesia quando nunca fomos convidados nem ouvidos para nada;
  5. Se houve desprezo por parte de alguém, não foi certamente de nossa parte e lamentamos que a luta partidária de algumas pessoas ultrapasse as reuniões de Assembleia de Freguesia, mesmo depois da resposta que teve nas urnas, e usem as associações como braço armado de luta política.

Por fim, sublinhamos que não podíamos estar quietos e calados perante tamanha falta de verdade, quando é visível que usam e abusam de associações dignas na freguesia e meios ao seu dispor, para servirem interesses políticos e profissionais ou ainda para combater e deturpar a opinião pública contra esta Junta de Freguesia que tem dado provas do seu trabalho humilde, árduo e dedicado à causa pela qual fomos esmagadoramente eleitos e sufragados.

Estamos sempre dispostos a colaborar com todas as associações locais em benefício da freguesia e do concelho, mas não permitimos que sejamos usados de uma forma pouco séria e que lamentamos profundamente.

Os membros do executivo da Junta de Freguesia de Caíde de Rei.
05/08/2019

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA